Frimesa estabelece plano para avançar no mercado

A Central Frimesa, que abastece o mercado mundial de alimentos, tem se preparado para as oportunidades que virão após este período de pandemia. Projetos e investimentos para inaugurar uma nova planta de abate de suínos, e ampliar as outras quatro, vão somar R$ 790 milhões.

A visão de futuro é que impulsionou a Frimesa, em meados de 2020, a implementar o plano de ações AVANÇA FRIMESA, que contempla projetos para ampliar a industrialização de suínos e leite.

Até 2022, a empresa planeja concluir a primeira fase da obra da nova planta industrial para abate em Assis Chateaubriand. Inicialmente a capacidade é de 7.500 suínos por dia com investimentos de R$ 700 milhões. Até 2030, a empresa espera finalizar o projeto com uma média de abate de 15 mil suínos/dia.

As outras duas plantas da Frimesa de abate de suínos localizada em Medianeira e em Marechal Candido Rondon também receberão investimentos para adequar e ampliar processos que buscam atender as demandas de mercado interno e externo. O valor previsto em investimentos é de R$ 59 milhões aplicados até o final de 2020.

Para atender o mercado de laticínios, as duas principais indústrias de leite localizadas em Matelândia e Marechal Cândido Rondon terão seus processos adequados para industrializar 1 milhão de litros de leite por dia, até julho de 2021.

São projetos e estratégias voltados para o crescimento, cuja proposta é alcançar um faturamento de R$ 4 bilhões ainda em 2020.
De acordo com o diretor presidente da Frimesa, Valter Vanzella, o plano de expansão prevê um investimento final de R$ 790 milhões de reais e simboliza o espírito empreendedor e a visão de crescimento sustentável que movem a empresa.

“Nosso desejo é estar na vanguarda dos negócios suíno e leite para fornecer alimentos de qualidade para as pessoas. Queremos ser referência internacional em nossas atividades e ser marca reconhecida em qualidade e segurança, pelos clientes e consumidores”, finaliza Vanzella.

Fonte: Assessoria de Comunicação Frimesa

Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: