Depois de reclamações Secretaria volta atrás e suspende atividades com idosos em Corbélia


Você está lendo esta notícia no site Conexão Revista. Um portal de notícias independente e feito por jornalistas com informações sobre tudo o que acontece em Corbélia e região.

A reclamação de uma professora de Zumba, que está sem trabalhar devido ao decreto municipal, gerou a revolta de diversos profissionais da área nas redes sociais. A profissional presenciou os idosos do Projeto Municipal Alongando a Vida realizando suas atividades normalmente na Praça Paraguai, mesmo diante do decreto e das orientações para que pessoas do grupo de risco fiquem em casa.

“Agora cedo vi na praça mais de 12 idosas com uma professora de um projeto da saúde (Prefeitura de Corbélia) fazendo aula na praça Paraguai, idosas sabem oque é isso, mandam os idosos ficarem em casa e a saúde faz projetos.”

A professora de dança conta que teve seu pedido negado para voltar às atividades, mesmo propondo que a realização das aulas acontecessem em local aberto e com o distanciamento exigido. Segundo ela, as alunas participantes das aulas particulares não estão no grupo de risco como acontece no projeto do município.

“Fiz um pedido na vigilância para dar aulas as mesmas , para mulheres novas, com máscaras, local aberto menos de 10 disseram não poder. Agora projetos da saúde pode né????Isso está virando piada, botecos cheios, academias de dança, com aulas de ginástica, isso só pode ser piada.”

A Secretaria Municipal de Saúde é responsável pela realização do Projeto Alongando a Vida. E questionada por nossa equipe a Secretária Municipal Cleide Messias, afirmou que o projeto chegou a ser suspenso por um período, no entanto, o grupo de idosos sofre com dores nas articulações pela falta de movimento e procuraram a administração para retomar as atividades.

“Do ponto de vista clínico, para as pessoas que estavam fazendo as atividades, eu achei importante mantê-las. E nos preocupamos muito mais com eles não fazendo atividades, porque eles vão perdendo capacidade muscular, capacidade respiratória, e aumento das dores corporais.”

Cleide explicou que para que as atividades pudessem ser realizadas foram feitas diversas adaptações, entre elas uma seleção entre os idosos que mais necessitam. “Para realizar as atividades nós colocamos somente àqueles que mais precisavam de praticar a atividade física. Eles foram selecionados. Pelo ponto de vista clínico eu manteria o projeto somente para esse grupo seleto.”

A Secretária lembro que é preciso manter a atenção básica, e assistência aos pacientes mesmo diante da pandemia. “Eu entendo como enfermeira, que a gente tem que cuidar dos pacientes da COVID-19, mas a gente também não pode deixar os outros pacientes. E tem gente que sofre muito de dor, e foram esses que a gente tinha selecionado para continuar as atividades e dando assistência.

A reclamação da população chegou ao Gabinete do prefeito em exercício Dangelles Decki, em conjunto com a Secretária de Saúde, decidiu suspender totalmente as atividades do grupo pelos próximos 15 dias. Segundo o comunicado publicado na página da prefeitura passado esse período será reavaliada a possível volta do projeto.

Envie sugestões de pautas, fotos ou videos, para o nosso Whatsapp que a nossa equipe irá atender você (45) 9 9958-3996 ou Receba notícias da Conexão Revista no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!

Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: