325 views 5 min 0 Comment

Ação Social de Iguatu mais que triplica nota da avaliação do TCE/PR

- 9 de maio de 2024
Anúncio

A Ação Social de Iguatu aumentou em mais de três vezes a nota da sua avaliação em um levantamento realizado pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná no ano de 2023.

O levantamento, realizado todos os anos pelo Tribunal de Contas, avalia todos os 399 municípios do estado e atribui notas as seis áreas avaliadas dentro da gestão pública. E em todas as áreas examinadas o município de Iguatu registrou um aumento significativo nos parâmetros entre os anos de 2022 e 2023, entretanto, a Ação Social deu um salto maior.

A pasta, que obteve uma média de 2,80 em 2022, saltou para 8,86 em 2023. “Grande parte disso se deve aos investimentos no planejamento, definição de metas e na execução das ações determinadas” afirma o Prefeito Vlademir Barella.
De acordo com as informações divulgadas pelo TCE, dentro da Pasta da Ação Social, são avaliadas sete competências básicas e Iguatu obteve nota máxima no Serviço de Proteção Social Básica (SPSB) e Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV).

Anúncio

O serviço de Proteção e Atenção Integral á Família (PAIF) conseguiu a nota 9,80, seguido dos Serviços de Articulação Territorial e Intersetorial com a nota 9,30.
O Diagnóstico do Território e Acesso recebeu a nota 9,00, Instrumentos de Planejamento ficou com a nota 8,80, a Vigilância Social obteve a nota 8,00 e por último, Recursos Físicos e Humanos com a nota 7,10.

A Secretária de Ação Social Bruna Oliveira, afirmou que os parâmetros são fundamentais para mostrar o quanto o trabalho desenvolvido pelas equipes e servidores tem apresentado resultados positivos para o município. “No dia-a-dia, na prática, cada um que trabalha e se dedica nas ações sociais muitas vezes não conseguem sentir o resultado de suas funções, e principalmente do quanto é benéfico para a população. Essa nota é a demonstração de todo o empenho. Temos uma gratidão imensa por cada servidor.”

Informações
Um painel interativo disponibilizado recentemente pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR) permite ao cidadão comparar a evolução de políticas públicas nos 399 municípios do Paraná nos últimos dois anos. Os dados se referem a seis áreas essenciais da administração municipal: educação, saúde, assistência social, administração financeira, previdência social e transparência e relacionamento com o cidadão.

Referentes aos anos de 2022 e 2023, essas informações foram obtidas pelo TCE-PR a partir da aplicação de questionários com interlocutores municipais nas seis áreas avaliadas. A partir do exercício de 2022, esses questionários passaram a compor uma das etapas de análise do novo modelo de Prestação de Contas Anual (PCA) Municipal, implantado pelo TCE-PR por meio do Programa de Avaliação de Contas Municipais de Governo (ProGov).

Dessa forma, ao encaminhar às câmaras de vereadores seus pareceres prévios sobre as contas anuais dos prefeitos, a Corte não opina mais somente a respeito da regularidade ou não da execução orçamentária e financeira dos recursos públicos municipais, mas também sobre a efetividade e a eficácia dos serviços essenciais prestados aos cidadãos. Além de oferecer informação qualificada aos gestores para a melhoria desses serviços, com a mudança o Tribunal busca fortalecer o Controle Social – a participação mais efetiva do cidadão na fiscalização da gestão pública.

Os interlocutores municipais responsáveis por responder os questionários eletrônicos enviados pelo TCE-PR são gestores e servidores diretamente ligados à execução das políticas públicas sob análise. Na área da Educação, por exemplo, os interlocutores são os diretores e coordenadores pedagógicos das escolas.

Em 2023, um total de 21.698 interlocutores responderam os questionários, num crescimento de 15% em relação a 2022, que teve 18.816 participantes. Do primeiro para o segundo ano desse levantamento, o número de cargos ocupados pelos interlocutores subiu de 13 para 18.

Comments are closed.

Descubra mais sobre ConexãoRevista.

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading