307 views 6 min 0 Comment

PRF fecha primeiro semestre com número recorde de apreensão de drogas no Paraná

- 5 de julho de 2024
Anúncio

De janeiro a junho de 2024, a PRF no Paraná apreendeu 127,4 toneladas de maconha. No mesmo período do ano passado, foram apreendidas 79,1 toneladas da droga. O número apreendido este ano representa 61,1% de aumento e é quase o total apreendido em todo 2022, quando foi atingida a marca de 131 toneladas.

O Paraná, por sua posição geográfica estratégica, torna-se porta de entrada para o tráfico de drogas no Brasil. A extensa fronteira do estado com países vizinhos, como Paraguai e Argentina, facilita o escoamento de drogas para o interior do país. Diante desse cenário, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) vem intensificando suas ações de combate ao tráfico de drogas, resultando no aumento expressivo nas apreensões de drogas nos primeiros seis meses de 2024.

A cocaína apreendida no estado também acompanhou o crescimento das apreensões de maconha, saltando de 1,4 para duas toneladas apreendidas no primeiro semestre de 2024, alcançando 43,4% de aumento.

Anúncio

Fruto do contrabando e muitas vezes ligados a crimes mais sérios, como o próprio tráfico de drogas, os cigarros importados ilegalmente para o Brasil, via rodovias federais do Paraná, bateram a marca de 16 milhões de maços apreendidos, contra 14,8 milhões do primeiro semestre passado. Quase metade dos cigarros apreendidos nas rodovias federais brasileiras, são apreendidos pela PRF no Paraná.

O contrabando de cigarros se relaciona com crimes mais graves como o narcotráfico e o roubo de veículos. Ele é utilizado pelo crime organizado para diversificar sua carteira de negócios ilícitos, pela sua grande margem de lucro. Outro fato relevante em relação a este crime é que quase a metade dos cigarros apreendidos nas rodovias federais brasileiras são apreendidos pela PRF no Paraná.

Como consequência de todo o trabalho de localização de ilícitos, 403 pessoas foram detidas pela PRF por tráfico de drogas neste semestre. No ano passado, no mesmo período, 304 pessoas foram detidas.

Esse salto significativo nos números de apreensão de drogas da PRF no Paraná é fruto de um conjunto de medidas estratégicas adotadas pela corporação, que incluem a capacitação dos policiais, o uso de inteligência policial e a cooperação entre órgãos de segurança.

A PRF investe continuamente na capacitação de seus policiais, aprimorando suas habilidades e conhecimentos para lidar com as diferentes modalidades do tráfico de drogas. Isso inclui treinamento em técnicas de abordagem, na buscas avançada de ilícitos escondidos e na identificação de rotas utilizadas pelos traficantes.

O uso da inteligência policial se tornou uma ferramenta importante no combate ao tráfico de drogas. Através da análise de dados, a PRF consegue identificar os principais focos do tráfico e direcionar suas ações de forma mais eficaz, com abordagens com maior assertividade.

A PRF também trabalha em estreita colaboração com outras forças de segurança, como a Polícia Federal, Polícia Civil, Receita Federal e Polícia Militar, para combater o tráfico de drogas de forma integrada. Essa união de esforços permite uma troca de informações e uma atuação mais coordenada contra os criminosos, entregando um resultado de excelência para a sociedade.

Compromisso com a segurança pública
Esse aumento das apreensões pela PRF no Paraná é resultado do investimento e do compromisso da corporação com a segurança pública e com o combate ao tráfico de drogas. As medidas implementadas pela PRF têm impactado a circulação de drogas nas rodovias federais do estado.

A PRF atua em conjunto com outros órgãos de segurança para combater o tráfico de drogas, mas a responsabilidade pela completa resolução do problema é de toda a sociedade, que precisa debater e criar soluções inteligentes para o problema. A população pode contribuir denunciando atividades suspeitas diretamente pelo telefone 191.

Para o superintendente da PRF no Paraná, Fernando Cesar Oliveira, “o aumento nas apreensões de drogas no Paraná deve-se ao trabalho intensivo da PRF em todas as regiões do estado. No primeiro semestre de 2024, foram apreendidas 127 toneladas de maconha, mais de 700 quilos por dia, colocando o Paraná entre os líderes em apreensões no país. Além disso, a PRF tem usado tecnologia avançada e fortalecido seu setor de inteligência para otimizar operações. Outro fator importante, a integração com outros órgãos de segurança e o compartilhamento de informações também têm sido ampliados. As denúncias anônimas podem ser feitas pelo telefone 191”.

Comments are closed.

Descubra mais sobre ConexãoRevista.

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading