Obras no Trevo Cataratas avançam e se aproximam da etapa de desvio do tráfego

Serviços de terraplenagem, drenagem e de pavimentação estão em andamentos na readequação do Trevo Cataratas, em Cascavel, na região Oeste do estado. - Cascavel, 15/04/2021 - Foto: Divulgação DER/PR

Serviços de terraplenagem, drenagem e de pavimentação estão em andamento na readequação do Trevo Cataratas, em Cascavel, na região Oeste do Paraná. A obra é fruto de acordo com o Ministério Público Federal (MPF). Cabe ao Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) a fiscalização do seu andamento, garantindo que sejam seguidas as normas vigentes e que os recursos devidos à população sejam corretamente investidos.

O secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex afirma que o maior gargalo logístico do Paraná será resolvido com essa obra, que conseguiu priorizar dentro do acordo com o Ministério Público Federal. Na verdade, a inclusão do Trevo Cataratas no acordo foi uma vitória do Governo do Paraná, que não abriu mão da sua construção. Disse ainda que está acompanhando atentamente o seu andamento, pois ele é fundamental para desenvolver ainda mais a região Oeste.

Também acrescentou que ao mesmo tempo, na região temos em andamento a nova Ponte da Integração Brasil – Paraguai e, em breve, devemos iniciar a duplicação de mais seis quilômetros da BR-277 em Cascavel, do posto da Polícia Rodoviária Federal até a Ferroeste, ambas resultado da parceria com a Itaipu Binacional, com a fiscalização, gestão e acompanhamento dessas obras cabendo ao Estado do Paraná.

O Trevo Cataratas é uma interseção em nível que reúne as rodovias BR-369, ligação com Maringá; a BR-277, sentido Guarapuava e sentido Foz do Iguaçu; a BR-467, em direção a Toledo; e a Avenida Brasil, principal via de acesso a Cascavel. Cerca de 45 mil veículos circulam pelo trevo diariamente.

Desde o início dos trabalhos, em outubro passado, a obra já avançou nos serviços da chamada etapa 1, em que vias próximas ao trevo receberão melhorias, em uma extensão total de quatro quilômetros, para receber o trânsito principal da interseção.

Atualmente está sendo implantada uma via marginal paralela à BR-277, na Rua Três Poderes, e sendo executada uma nova pavimentação na Rua Francisco Ignacio Fernandes, e outros dispositivos, como alças e acessos, que farão a interligação no entorno do trevo.

Assim que esses serviços estiverem concluídos, tem início a etapa 2, que será o bloqueio dos acessos ao Trevo Cataratas e desvio total do tráfego de veículos para as obras da etapa anterior. Na etapa 3 serão realizados todos os serviços no canteiro central do trevo, que incluem a execução de dois viadutos e cinco quilômetros de rodovias. A obra deve ser concluída em 2022.

O diretor-geral do DER/PR, Fernando Furiatti explica que os usuários do Trevo Cataratas estão observando a movimentação no trecho há alguns meses, mas ainda não tiveram sua rotina afetada de maneira significativa. Isso vai mudar em breve, quando o canteiro central for fechado para execução das obras de arte especiais e nova pavimentação.

Ele arremata que a obra estará devidamente sinalizada, conforme a legislação vigente, e contamos com a colaboração de todos os condutores durante esses meses de obras, pois os benefícios resultantes valerão a pena.

ACORDO –Por meio do acordo serão executadas ainda as alças de acesso ao viaduto Olindo Periolo em Cascavel, terceiras faixas em segmentos críticos da BR-277 entre Cascavel e Guarapuava, e melhorias em vias marginais da BR-277 em Foz do Iguaçu.

Fonte: AEN

Conteúdo Protegido