Mutirão com investimento de R$ 100 milhões vai recuperar rodovias

Governador Carlos Massa Ratinho Junior em reunião com os secretários. Curitiba,10/12/2019 Foto:Jaelson Lucas / AEN

O Governo do Paraná vai destinar R$ 100 milhões para a recuperação de diversas rodovias em todo o Estado. A maior parte do investimento será destinada às regiões Norte e Noroeste, dentro do mutirão que será implantado ainda neste ano pela Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística. O repasse de recursos foi determinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior e anunciado nesta terça-feira (10), durante reunião do secretariado, no Palácio Iguaçu.

Os recursos virão do governo federal como parte do que cabe ao Paraná no leilão de petróleo do pré-sal, realizado em novembro. “As rodovias do Paraná necessitam de investimento, por isso a determinação. Pegamos o Estado com estradas sucateadas, então demora certo tempo para colocar tudo em ordem. Mas estamos atentos”, afirmou o governador.

Ratinho Junior ressaltou que já foram investidos desde o início do ano e até o momento R$ 500 milhões na recuperação da malha viária estadual. A prioridade, disse ele, é garantir mais conforto e segurança para o usuário. “A infraestrutura tem sido uma das nossas grandes prioridades”, enfatizou.

Secretário da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex explicou que a opção pelo Norte e Noroeste se deve ao fato de a região concentrar o maior número de estradas danificadas, segundo levantamento do Departamento de Estrada e Rodagem do Paraná (DER-PR). “São rodovias que ficaram abandonadas por algum tempo, com os investimentos sendo priorizados para as áreas urbanas”, disse.

BALANÇO

 Na reunião, Sandro Alex fez uma apresentação das realizações da Secretaria da Infraestrutura e Logística em 2019. Além da melhoria da malha viária do Estado, ele ressaltou ações importantes que saíram do papel neste ano, com destaque para o programa de aviação regional Voe Paraná e o início do novo processo de concessões de rodovias, em parceria com o governo federal.

O secretário também citou a retomada de obras estruturantes com a efetivação dos acordos de leniência entre o Ministério Público e as permissionárias que administram atualmente as praças de pedágio no Paraná. Os acordos permitirão mais de R$ 500 milhões em investimento. “O grande objetivo, um dos pilares do governo, é fortalecer a infraestrutura. Avançamos, mas ainda há muito o que fazer”, afirmou Sandro Alex.

NOVO PEDÁGIO

O secretário lembrou que a partir de 2021 o Paraná terá uma nova formatação de pedágio, com as concessões de rodovias saltando de 2,5 mil quilômetros para 4,1 mil quilômetros, com a criação de um Anel de Integração remodelado.

Ele explicou que o objetivo é garantir uma modelagem moderna de concessão. “O que estamos propondo no lote de concessões do Paraná, que é o maior do Brasil, é uma modelagem com menores tarifas, que garanta valor justo para os usuários e investimentos importantes”, destacou.

A proposta é utilizar uma modelagem híbrida, que prevê a menor tarifa com a maior outorga, para evitar que empresas aventureiras se ancorem no preço da tarifa e não consigam cumprir o que está previsto na licitação. Também está previsto um modelo em que o usuário que utiliza mais as rodovias pague tarifas menores, o chamado Desconto ao Usuário Frequente (DUF).

TRECHOS

O novo programa de concessões rodoviárias passará a funcionar seguindo a lógica dos pedágios federais que já funcionam no Estado, unindo corredores em formato de mosaico. Entre as ligações, destaque para o elo Guaíra-União da Vitória e o reforço na ligação com São Paulo pelo Norte Pioneiro.

Outros pontos importantes da lista de concessões são as modernizações da PR-323, entre Maringá e Guaíra, uma demanda antiga do setor produtivo do Estado; e da PR-280, que corta o Sudoeste e é uma ligação muito usada no transporte entre o Brasil e a Argentina.

Os contratos com as atuais concessionárias foram assinados em 1997 e se encerram em 2021. O polígono geométrico interliga Curitiba, Ponta Grossa, Guarapuava, Cascavel, Foz do Iguaçu, Campo Mourão, Maringá, Paranavaí, Londrina e Paranaguá.

VOE PARANÁ

O Voe Paraná reconectou 12 cidades do Interior a Curitiba. É o maior programa de aviação regional da Gol no País. Serão 70 voos semanais neste primeiro momento, com possibilidade de aumentar o fluxo em função da demanda e do ingresso de Apucarana e Guarapuava na lista.

São atendidos atualmente os seguintes municípios: Arapongas, Paranavaí, Guaíra, Paranaguá, Campo Mourão, Cianorte, Telêmaco Borba, Cornélio Procópio, União da Vitória e Francisco Beltrão.

Fonte: AEN PR

Envie sugestões de pautas, fotos ou videos, para o nosso Whatsapp que a nossa equipe irá atender você (45) 9 9958-3996 ou Receba notícias da Conexão Revista no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!

Conexão Revista 8ª Edição

Conheça a Conexão Revista de Corbélia também versão impressa. Lançamos uma nova edição a cada 90 dias.

Leia a última edição agora, basta clicar na imagem ao lado!

E boa leitura! 

Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: