HUOP abrirá novos leitos exclusivos para atendimento de Covid-19

O Hospital Universitário do Oeste do Paraná (Huop) foi um dos primeiros hospitais do Estado que se colocou à disposição para ser referência no atendimento de pacientes com Covid-19, e prestes a completar um ano da ala Covid-19, novamente se colocou à disposição e atendeu o pedido da Secretaria de Saúde do Estado para abertura de novos leitos.

Há semanas o Huop está com os leitos lotados da Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O secretário, Beto Preto, ainda destacou que 1/4 do pedido de leitos no Estado é de Cascavel. Diante dos números e da preocupação, o Huop irá fazer uma readequação de espaço para abertura de 12 novos leitos de UTI, exclusivo para atendimento de pacientes com Covid-19. Ainda serão disponibilizados mais 10 leitos de enfermaria. Sendo assim, o Huop terá no total 50 leitos de UTI, e 25 leitos de enfermaria, exclusivo para esse atendimento.

Novos equipamentos para abertura dos leitos de UTI devem ser entregues pela Secretaria de Saúde do Estado. Além disso, serão contratados novos profissionais de saúde para dar suporte nesse momento. Para isso, serão contratados profissionais através do Processo Seletivo Simplificado (PSS), e chamamento público, o qual terá um aditivo de 20% do valor do contrato para todos os que atuarem nessa unidade.

Ainda ontem (02), em reunião emergencial, o Huop discutiu junto com a 10ª Regional de Saúde, e a Secretaria de Saúde do Estado, as possíveis alternativas diante do cenário da região. “Somos sensíveis ao que está acontecendo na região e não nos furtaremos, mesmo sobrecarregados, de salvar vidas”, ressalta o diretor geral do Huop, Rafael Muniz de Oliveira. “Mais uma vez, o Huop se mostrou proativo e dedicado em ouvir as demandas. É um ato de nobreza todo esse apoio para que o hospital mantenha todo o esforço de atender a população, além disso, manter o atendimento de qualidade”, enfatiza o chefe da 10ª Regional de Saúde, João Avanci.

O Secretário de Saúde do Estado do Paraná, Beto Preto, e o chefe de gabinete da Sesa, Ian Sonda, também participaram da reunião por telefone. Na reunião também estiveram presentes: o diretor clínico do Huop, Vilson Dalmina, diretora de Enfermagem, Sara Trecossi, a chefe do Núcleo de Regulação Interno (NIR), Francislene Biederman, chefe da Divisão de Vigilância em Saúde, Gisele Hoshino, e demais representantes da 10ª Regional de Saúde.

É importante ressaltar que os leitos de UTI demandam mais insumos, equipamentos e servidores, do que os leitos de enfermaria. Os novos leitos devem estar à disposição o mais breve possível para atender a demanda de toda região, e ajudar a minimizar os impactos da pandemia.

Fonte: HUOP



Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: