Em plena retomada, Cascavel tem o 2° melhor desempenho de empregos do Estado

O planejamento para a retomada econômica, iniciado ainda em abril por uma força-tarefa composta pelo Município de Cascavel, entidades classistas e Sebrae, quando a pandemia do novo coronavírus mostrava que traria reflexos fortes na economia local, fez com que os impactos negativos fossem minimizados.

Prova disso são os novos números do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), que mostram a geração de 319 postos de trabalho em junho, após três meses de queda. O saldo é resultado das 3.416 admissões e 3.097 demissões no mês.

Cascavel estabeleceu três pilares para o enfrentamento da pandemia. São eles: salvar o maior número de vidas possível, evitar o colapso do sistema de saúde e reduzir ao máximo o impacto da crise gerada pelo avanço do vírus na economia local.

Entre as 10 maiores cidades do Paraná, Cascavel ficou em segundo lugar na geração de empregos com a criação de 319 postos de trabalho, atrás apenas de Ponta Grossa, que teve saldo positivo de 450 colocações formais no mercado de trabalho. Entre todos os 399 municípios do Paraná, Cascavel está na quarta colocação na criação de vagas formais. Com 593 empregos gerados, Arapongas lidera as contratações.

O prefeito Leonaldo Paranhos destaca uma das características da população cascavelense, que é ser extremamente exigente. “É bom que seja assim, porque sendo assim as coisas acontecem. Essa retomada do emprego é um motivo para comemorar”, afirma Paranhos.

Retomada

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Alcione Gomes, destaca que Cascavel tem se preparado para a pós-pandemia e a retomada do emprego é um dos reflexos dessa união entre o poder público e as entidades. Na semana passada, um supermercado ampliou seus serviços em Cascavel e criou mais de 150 postos de trabalho. Nesta terça-feira (28), foram lançadas as obras de um centro médico que, durante a construção já está gerando 200 empregos diretos e após a conclusão a expectativa é criar 500 vagas formais.

“Começamos a retomada econômica em 15 de abril, uma  das primeiras cidades do Paraná a planejar quais seriam os incentivos e as ações necessárias para que a população de Cascavel sofresse o mínimo possível com a perda de empregos. Na verdade estamos criando uma estratégia para geração de emprego, aumento da renda e abertura de novas empresas, através da ampliação do próprio sistema do Empresa Fácil e outros serviços que estamos fazendo”, avalia o secretário.

A retomada da geração de empregos vem acompanhada da queda do número de casos de Covid-19 em Cascavel. As medidas tomadas em diálogo com o setores organizados trazem confiança à cidade, acelerando a retomada de investimentos e oportunidades. Cascavel está entrando na quinta semana consecutiva de queda no número de novos casos do coronavírus. O número de pacientes ativos caiu para 95.

Fonte: Prefeitura de Cascavel

Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: