Cascavel vai triplicar leitos de UTI para Covid-19 nesta semana


Você está lendo esta notícia no site Conexão Revista. Um portal de notícias independente e feito por jornalistas com informações sobre tudo o que acontece em Corbélia e região.

O planejamento técnico das ações de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19) em Cascavel permitiu o avanço do número de leitos de UTI para pacientes que contraíram a doença. Nesta semana, o número de leitos irá triplicar. Atualmente, Cascavel possui 10 leitos destinados à Covid-19 no Hospital Universitário do Oeste do Paraná (Huop).

Cascavel foi a primeira cidade do Brasil a criar um Centro de Operações de Emergência (COE) para discutir e elaborar estratégias de combate a pandemia. O COE foi criado no dia 26 de fevereiro, data em que o Brasil registrou o primeiro caso da doença em São Paulo. Desde então, ações de planejamento foram elaboradas envolvendo o poder público e entidades classistas da cidade. O foco sempre foi salvar vidas, evitar que o sistema de saúde entre em colapso e não permitir que o avanço da pandemia destrua a economia do município.

Com a previsão do pico da doença para esta semana, as ações antecipadas de enfrentamento ao vírus permitiram que a cidade triplique o número de leitos de UTI para o atendimento específico à Covid-19. Até o fim de semana serão mais 30 leitos. Os 10 leitos de UTI que foram abertos no Hospital de Retaguarda Allan Brame Pinho, no dia 18 de maio, passarão a ser de uso exclusivo para pacientes de Covid-19. O anúncio oficial deverá ser feito nesta terça-feira (9).

Os outros dez leitos serão disponibilizados pelo Huop já a partir de quarta-feira (8), numa ação envolvendo o Município de Cascavel e o Estado. Na semana passada, o secretário de Saúde Thiago Stefanello esteve em Curitiba, junto com o diretor da 10ª  Regional de Saúde, João Gabriel Avanci, para buscar os respiradores que irão compor os novos leitos.

Na manhã desta segunda-feira (8), o prefeito Leonaldo Paranhos fez um balanço das ações desenvolvidas ao longo desses mais de 90 dias. Mesmo com a queda de arrecadação, o Município não deixou de investir e anunciou, no mês passado, mais de R$ 80 milhões em obras. A retomada econômica faz parte do plano de ação desde o início da pandemia. “A estrutura de economia também faz parte dessa estratégia de consolidação do nosso potencial”, diz o prefeito.

Pacientes recuperados

Números do Informativo Epidemiológico do dia 5 de junho, apresentados  na manhã desta segunda-feira pelo secretário de Saúde, Thiago Stefanello, mostram que os casos ativos somam 684 pacientes, mas que o número de recuperados, no entanto, é de 485, o que representa 68% dos pacientes, o número de óbitos não chega a 1% (hoje 10 óbitos).

Em outra análise feita pela pasta, a linha de pacientes em UTI não acompanha a tendência de casos ativos. Isso quer dizer que a população, em mais de 80% dela, recuperam-se em casa.

Conforme o gráfico, o município está testando cinco vezes mais a população e obtendo resultado ainda mais transparente quanto ao número de infectados. Na semana passada, por exemplo, o município testou 220 pessoas, dessas apenas 77 pacientes tiveram resultado positivo para Covid-19. Além disso, 90% deles recuperam-se em suas residências.

Cascavel notifica todos os casos, mesmo os mais leves de síndrome gripal, que entram para as estatísticas e realizam testes. O município não contabilizar os testes aleatórios em assintomáticos, pois isso pode prejudicar as amostras com casos positivos da doença.

Os exames positivos de laboratórios e farmácias do setor privado, além do laboratório central do município são contabilizados nos números divulgados diariamente pela Secretaria de Saúde.

Segundo dados do Informe Epidemiológico da Secretaria de Saúde do Paraná, do dia 5 de junho, o Laboratório Municipal de Cascavel realizou 3,06% de todos os exames do Paraná (exclusivo para pacientes de Cascavel). Ou seja, só no mês de maio isso, sem contar todos os exames de laboratório privados, e todos que foram ao Lacen.

“Hoje Cascavel testa muito, não tem subnotificação graças ao empenho das equipes de servidores que diariamente prestam o atendimento aos casos suspeitos, sintomáticos e assintomáticos; seja através do atendimento pelo Call Center, pelas unidades de saúde de referência para Covid-19 e Dengue e também pelo atendimento feito pelas UPAS”, destacou Thigo.

Testagem

O avanço da pandemia do novo coronavírus no Brasil faz crescer cada vez mais a necessidade da realização de testes em massa para detecção da doença e conhecimento do verdadeiro número de infectados. O diagnóstico preciso e correto é fundamental para propor quaisquer medidas relacionadas à prevenção e ao cenário da infecção.

Em Cascavel, de acordo com a Secretaria de Saúde, o município representa 2,9% da população do Paraná (328.454 habitantes). O Laboratório Central de Cascavel, exclusivo para análise das amostras de pacientes do município, já realizou 3% dos exames de todo o Estado.

Além disso, quando somado aos exames feitos por laboratórios privados credenciados pela Vigilância Sanitária do município e os exames encaminhados ao Laboratório Central do Estado (Lacen), mais uma vez Cascavel é destaque na quantidade de testes realizados.

Envie sugestões de pautas, fotos ou videos, para o nosso Whatsapp que a nossa equipe irá atender você (45) 9 9958-3996 ou Receba notícias da Conexão Revista no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!

Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: