Cafelândia tem aumento de casos de violência doméstica contra a mulher; saiba como denunciar


Você está lendo esta notícia no site Conexão Revista. Um portal de notícias independente e feito por jornalistas com informações sobre tudo o que acontece em Corbélia e região.

Em época de pandemia, muitas mulheres se veem forçadas a aumentar a convivência com seus agressores diante das medidas de isolamento social. Através da violência moral, psicológica e, em casos mais graves, violência sexual e física, os índices de violência doméstica contra a mulher que já indicavam grave situação de saúde pública no país tiveram um aumento considerável em meio à pandemia.

De acordo com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, no documento intitulado Violência Doméstica durante a Pandemia de Covid-19, os casos de feminicídio cresceram 22,2% nos meses de março e abril deste ano no país, em comparação com o mesmo período em 2019.

Em Cafelândia, os atendimentos a mulheres vítimas de violência doméstica também aumentaram consideravelmente durante a pandemia.  “Temos atendido muitas mulheres vítimas de violência doméstica procurando orientações nesse período de pandemia. Cada profissional da Proteção Social Especial fornece ajuda, dentro dos seus respectivos cargos, e orienta as mulheres a registrarem o boletim de ocorrência na delegacia. O mais preocupante é que muitas vítimas, devido ao abuso psicológico que sofrem, não tomam consciência da situação grave de violência em que se encontram. Outras, ainda, se calam pelo medo de realizar uma denúncia ou não estão conseguindo pedir ajuda pela maior convivência com seus parceiros nesse período. Confeccionamos, também, um folder informativo sobre violência doméstica contra a mulher que será distribuído no Município, para manter a população informada e ajudar a identificar essas situações de violência”, afirma a advogada Camila Nava Smaniotto da Secretaria de Assistência Social.

Por meio da equipe técnica da Proteção Social Especial da Secretaria Municipal de Assistência Social, o município oferta serviços destinados a pessoas e famílias que tiverem seus direitos violados por ocasião de violência física, psicológica, negligência, abandono, situação de rua, afastamento do convívio familiar e outros. A Proteção Social Especial do município conta com equipe formada por uma assistente social, uma psicóloga e uma advogada, com endereço na Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, nº 127. Telefone para contato: (45) 3241-3079.

Busque ajuda!

Telefones úteis

Disque 180 – O telefone recebe denúncias de assédio e violência contra mulher, encaminhando ao órgão competente, além de fornecer orientações sobre serviços de atendimento e os direitos da mulher.

Polícia 190 – Ao presenciar uma situação de violência, acione a Polícia Militar através do número 190 ou, ainda, pelo número de plantão da Polícia Civil de Cafelândia: (45) 99963-0193.

Faça o boletim de ocorrência online

Desde junho os casos de violência doméstica e familiar no Estado do Paraná podem ser denunciados a partir de um boletim de ocorrência eletrônico. Para isso, é necessário acessar o site www.policiacivil.pr.gov.br/BO e clicar na opção “Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (Lei Maria da Penha).

Fonte: Prefeitura de Cafelândia

Envie sugestões de pautas, fotos ou videos, para o nosso Whatsapp que a nossa equipe irá atender você (45) 9 9958-3996 ou Receba notícias da Conexão Revista no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!

Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: