ConexãoRevista.
27 Views 9 min 0 Comentário

Valorização dos professores e modernização de salas marcam segundo trimestre da educação

- Estado
23 de setembro de 2023
Anúncio

Mais de 2 mil pessoas participaram de um encontro realizado pela Secretaria estadual da Educação para apresentar o balanço das ações da rede estadual de ensino no segundo trimestre de 2023 (abril a junho). O evento foi no Teatro Guaíra, em Curitiba, na quarta-feira (20).

O aprimoramento das plataformas educacionais como ferramentas de apoio a trabalhos em sala, as ações de formação continuada para professores, melhorias na infraestrutura das escolas e a ampliação das ações pedagógicas desenvolvidas em toda a rede foram destacadas como de maior impacto para o bom desempenho no período.

“Além de formalizar a os principais resultados conquistados no segundo trimestre, o encontro se destina a realinhar e integrar as equipes que atuam na rede estadual”, afirmou o secretário, Roni Miranda, aos professores, pedagogos, diretores e servidores da Secretaria da Educação, do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional (Fundepar) e do Paraná Educação, além dos chefes dos Núcleos Regionais de Curitiba e das áreas metropolitanas Norte e Sul.

Anúncio

A Secretaria da Educação, por meio do Instituto Fundepar, concluiu diversas entregas para aprimorar a infraestrutura nas escolas, a qualidade da educação e o dia a dia dos estudantes e profissionais da rede. Isso envolve projetos de salas climatizadas, renovação de cozinhas e refeitórios, revitalização de quadras de esportes e projetos de sustentabilidade.

Entre as principais medidas está a substituição das salas de aula de madeira por estruturas de alvenaria, com material ecológico e redução dos impactos ambientais e do desperdício. Cinquenta e cinco novas salas foram entregues no período e o valor investido foi de aproximadamente R$ 22 milhões.

Ações para promover a inserção no mercado de trabalho beneficiaram mais de 16 mil estudantes da rede estadual no trimestre. Eles tiveram acesso a estágios ou ao programa Menor Aprendiz. Para ampliar ainda mais as chances em empregos ou estágios, o projeto Aluno de Sucesso, uma parceria entre as secretarias do Trabalho, Qualificação e Renda e da Educação, está sendo implantado em escolas estaduais. O objetivo é encaminhar os jovens para postos de trabalho disponíveis na rede Sine, encurtando a distância entre a conclusão dos estudos e o primeiro emprego

Outro programa que registrou avanços foi o Educa Juntos. O programa de parceria entre o Governo do Estado e os municípios já é referência em integração e alinhamento entre as redes de educação. Ele abrange a infraestrutura das escolas municipais e ações de impacto no aprendizado dos estudantes no início da trajetória escolar.

Quase 1 milhão de livros didáticos dos componentes curriculares de Língua Portuguesa e Matemática foram entregues pelo Estado a alunos matriculados nas redes estadual e municipal em todo o Estado. Além destes, mais de 120 mil foram entregues para os professores, totalizando um investimento de quase R$ 18 milhões em livros didáticos.

Confira outros avanços registrados no segundo trimestre:

DESAFIO PARANÁ – Um dos investimentos de destaque no período foi a implementação da plataforma gamificada Quizizz no projeto Desafio Paraná. A iniciativa propicia uma hora a mais de estudo para cada estudante, em todos os componentes, após o horário de aula. Foram investidos R$ 6,22 milhões, sendo realizadas 122.735 questões, com índice de acerto de 64,5%. A ferramenta tem 31.735 professores inscritos e 794.307 estudantes cadastrados.

GANHANDO O MUNDO – A oferta do programa Ganhando o Mundo foi ampliada para que mais estudantes tenham a oportunidade de frequentar instituições de ensino estrangeiras. Nesta edição, mil alunos viajarão para países de língua inglesa a partir de um investimento de R$ 91 milhões por parte do Governo do Estado. Para a versão Ganhando o Mundo França, que levará 40 alunos ao país no mês de outubro, mais de R$ 1,2 milhão foram investidos.

O programa na versão para professores da rede viabilizará a oferta de intercâmbio profissional aos docentes em instituições de ensino de outros países para aperfeiçoar a capacidade de ensino da língua estrangeira. Com investimento de aproximadamente R$ 4 milhões, 96 professores da rede estadual irão para Canadá ou Finlândia.

MAIS APRENDIZAGEM – O programa que aprimora o desempenho dos estudantes por meio da recuperação do processo de aprendizagem registrou aumento de 8% na participação neste trimestre em relação ao início do ano letivo, atendendo atualmente cerca de 46.875 estudantes. A quantidade de turmas também apresentou crescimento, de 4.117 para 4.487.

CUIDADO ESCOLAR – Houve ampliação do programa Bem Cuidar, de acolhimento aos professores e estudantes para promover o bem-estar nos ambientes escolares e favorecer a aprendizagem. O programa registrou aumento de 30% de professores cadastrados e de 64% no agendamento de consultas. Além disso, o número de profissionais da saúde mental disponíveis para atendimento saltou de 15 para 22.

BÔNUS IDEB – Uma novidade do trimestre é que profissionais dos colégios estaduais que tiverem bom desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) vão receber um bônus de R$ 3 mil cada. A medida tem por objetivo incentivar os educadores a manterem o Paraná no topo da educação nacional.

O bônus será destinado a todos os profissionais das escolas que atingirem ou ultrapassarem a meta do Ideb estipulada pela Secretaria da Educação, incluindo diretores, professores, pedagogos, merendeiras e profissionais administrativos. Ele deve ser pago a partir do ano que vem, quando o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação, divulgar o novo resultado da avaliação. Na última, o Paraná ficou com a liderança nacional no Ensino Médio.

VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS – O fortalecimento das condições de trabalho e a promoção da valorização dos profissionais da educação foram evidenciadas por meio da oferta de cursos de formação continuada, além do reconhecimento e aprimoramento das práticas pedagógicas e da experiência docente. Entre eles, o Programa Formadores em Ação foi destacado como um dos principais.

READEQUAÇÃO DA EJA – Voltada aos jovens a partir de 15 anos e também adultos que não completaram o ensino regular, a Educação de Jovens Adultos (EJA) passou, no segundo trimestre, a ofertar a modalidade de ensino a distância para os alunos impossibilitados de comparecer às aulas presencialmente. Atualmente, 79 escolas oferecem o curso em modalidade híbrida – presencial e EaD – tanto para o ensino fundamental II quanto para o ensino médio. As aulas a distância são não são transmitidas ao vivo e disponibilizadas em ambiente virtual.

Anúncio

Clique AQUI, entre no grupo do WhatsApp da Conexão Revista e receba em primeira mão as principais notícias de Corbélia e região!

Comentários do Facebook
Deixe uma Resposta
Você deve estar de vançavam com dificuldade em para postar um comentário.

Descubra mais sobre ConexãoRevista.

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading