ConexãoRevista.
105 Views 3 min 0 Comentário

Solenidade marca a ativação da ROTAM do 31° BPM

- Policial
1 de dezembro de 2023
Anúncio

Na manhã desta sexta-feira (1°), uma solenidade foi realizada na sede do 31° BPM, em Assis Chateaubriand, para marcar o início dos trabalhos da ROTAM. Estiveram presentes o Comandante da Unidade Tenente-Coronel Ricardo, o Deputado Estadual Marcel Micheletto, a Presidente da Câmara de Vereadores de Assis Chateaubriand Franciane Micheletto, Prefeito de Assis Chateaubriand Valter Aparecido Souza Correa “Valtinho”, demais prefeitos, presidentes de câmaras, vereadores, secretários municipais, presidentes e membros de Conselhos de Segurança, policiais militares da ativa e veteranos, policiais civis, empresários, amigos e parceiros da PM dos municípios de abrangência do Batalhão.

A ROTAM (Rondas Ostensivas Tático Móvel) do 31° BPM, será um grupamento responsável pela atuação no apoio e reforço na área de abrangência dos 14 municípios que são atendidos pelas ações de policiamento ostensivo do Batalhão, sendo além da sede, Assis Chateaubriand, compreendendo também as cidades de Tupãssi, Formosa do Oeste, Jesuítas, Palotina, Maripá, Terra Roxa, Corbélia, Braganey, Iguatu, Anahy, Cafelândia, Nova Aurora e Iracema do Oeste.

A criação de um grupamento tático visa proporcionar à Unidade PM, a viabilidade do controle estratégico diante do crescimento da criminalidade, dos conflitos sociais e da violência, através da aplicação de uma ferramenta de força ostensiva de resposta e fortalecimento no recobrimento do policiamento preventivo servindo como apoio às demais equipes PMs regulares de serviço no patrulhamento, no atendimento e nas operações. Nesta esteira a ROTAM, constitui-se em um efetivo especialmente doutrinado, treinado e preparado para atuar nas diversas e variadas missões operacionais da Polícia Militar.

Anúncio

A ROTAM do 31º BPM, tem um efetivo composto inicialmente por uma guarnição de seis PMs que foram selecionados, habilitados, treinados e capacitados em diversas técnicas de abordagens especializadas, como patrulhamento de área de alto risco (CCPAR), atendimento pré-hospitalar policial (APHP), embarcações (ETSP), controle de distúrbios civis (CCDC), entre outros.

Para tanto, foram mais de três meses de intensas, vastas e compactas instruções, com um constante aprimoramento e aperfeiçoamento técnico, que foi possível graças a integração e ao compartilhamento do conhecimento e das experiências prestados pelos demais grupos táticos da área do 5º CRPM (Pelotão de Choque do 6º BPM, ROTAMs do 3º, 6º, 14º, 19º e 21º BPMs), BPFron, BPRONE e DEPEN Federal.

Anúncio
Comentários do Facebook
Os comentários estão fechados.

Descubra mais sobre ConexãoRevista.

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading