Servidores fiscalizam uso de máscaras, e regras para o comércio de Corbélia


Você está lendo esta notícia no site Conexão Revista. Um portal de notícias independente e feito por jornalistas com informações sobre tudo o que acontece em Corbélia e região.

Uma equipe de oito servidores da Prefeitura de Corbélia sai às ruas todos os dias em busca não só de fiscalizar, mas principalmente conscientizar a população da importância da utilização de máscaras, e do distanciamento social para evitar o contágio do novo coronavírus. Até o último boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde eram oito casos confirmado no município.

A falta de utilização de máscaras, principalmente por pessoas que pertencem ao grupo de risco, tem sido o principal problema encontrado pelos fiscais.

Vanessa Ficagna é a responsável pelos servidores e conta que além de não estarem utilizando a máscara as pessoas insistem em desobedecer as ordens de distanciamento. O início do mês é um período crítico para as equipes, já que muitos idosos se acumulam nas portas de bancos, e em mercados. Mesmo diante das negativas de utilizar máscara a equipe tem trabalhado na orientação.

“Infelizmente a gente tem algumas resistências ainda, e é bem as pessoas que estão no grupo de risco, que são pessoas mais idosas. E que no início do mês faz aquela fila enorme na porta do banco.”

A conscientização por parte da população e mudança de comportamentos no momento das compras é primordial para que a propagação do COVID-19 seja mínima.

“O que falta é as pessoas mudarem um pouquinho os hábitos. Por exemplo procurar ir ao mercado, ou bem cedinho ou depois do almoço em horário que não tem movimento.”

Comércio

O termo de compromisso assinado pelo empresário deve ser seguido à risca pelo comércio. Os servidores por meio de um check list fiscaliza item por item para saber se a empresa está de acordo com o que foi estabelecido.

“Algumas são perguntas básicas, se os funcionários estão usando máscaras, se o clientes está usando, se possui álcool em gel na entrada dos estabelecimentos, como está a aglomeração de pessoas. É verificado ainda a limpeza e higienização do estabelecimento, se possui sabonete em líquido e papel toalha nos banheiros, como é feita limpeza de móveis e balcões.”

Se a empresa não estiver em conformidade com o plano de contingência, a equipe realiza um encaminhamento para a Vigilância Sanitária fazer a notificação.

Vanessa desmentiu boatos de que empresários estariam adicionando água ao álcool gel. Segundo ela em nenhum estabelecimento fiscalizado foi encontrado tal irregularidade.

O início das fiscalizações foi no mês de abril, e vai permanecer enquanto o Decreto da pandemia perdurar.

Envie sugestões de pautas, fotos ou videos, para o nosso Whatsapp que a nossa equipe irá atender você (45) 9 9958-3996 ou Receba notícias da Conexão Revista no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!

Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: