fbpx

Paraná já imunizou 11% do grupo prioritário no combate à Covid-19

O número representa 11,2% do grupo considerado prioritário pelo Plano Estadual de Vacinação, contingente que abrange 4.019.115 paranaenses.

O Paraná alcançou nesta quinta-feira 11/03 a marca de 450.589 pessoas vacinadas contra a Covid-19. O número representa 11,2% do grupo considerado prioritário pelo Plano Estadual de Vacinação, contingente que abrange 4.019.115 paranaenses e que deve ser totalmente imunizado até o fim de maio.

O cálculo é diferente do utilizado sobre a população geral e leva em consideração que o Estado só tem recebido doses para vacinar o grupo prioritário.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde foram aplicadas 600.421 doses, levando em conta as duas ações que garantem a proteção por completo. O quantitativo significa 60% do total de doses encaminhadas ao Estado pelo Ministério da Saúde. Entre imunizantes da CoronaVac/Butantan e AstraZeneca/Oxford, o Paraná recebeu 1.001.600 vacinas.

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto destacou que são 1.850 salas de aplicação espalhadas pelo Paraná. As doses ainda não são suficientes para proteger todos, mas estão chegando. São mais de um milhão de vacinas enviadas pelo Governo Federal desde janeiro. E a perspectiva é que agora em março, até o fim do mês, complete mais um milhão.

Definido pelo Ministério da Saúde, o recorte que abriu o processo de vacinação no País em janeiro foi replicado no Paraná e é composto por pessoas com 60 anos ou mais, institucionalizadas ou não; população indígena em terras demarcadas; trabalhadores de saúde; pessoas em situação de rua; trabalhadores da força de segurança e salvamento; pessoas com comorbidades; trabalhadores educacionais e da assistência social; pessoas institucionalizadas com deficiência; pessoas com deficiência permanente severa; quilombolas, povos e comunidades tradicionais ribeirinhas; caminhoneiros; trabalhadores do transporte coletivo rodoviário e ferroviário de passageiros; trabalhadores do transporte aéreo; trabalhadores portuários; população Privada de Liberdade (exceto trabalhadores de saúde e segurança); e trabalhadores do sistema prisional.

AGILIDADE – Beto Preto ressaltou que o Estado tem atuado com agilidade na distribuição, fazendo com que os imunizantes cheguem aos municípios, muitas vezes, em menos de 24 horas. Ele apelou aos prefeitos e secretários municipais da saúde para que não deixem doses para trás. Vacinem e vacinem com rapidez, especialmente os mais idosos. Ele afirmou que são eles que mais sofrem com a doença. Os mais idosos representam 77% das mortes decorrentes do coronavírus.

NOVA REMESSA – O Governo do Paraná começou a distribuir na quarta-feira 10/03 um novo lote de vacinas contra a Covid-19. São 79.630 doses do imunizante CoronaVac, produzido pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo.

 A remessa é formada pela metade do lote encaminhado na terça-feira 09/03 pelo Governo Federal, com 74.300 aplicações, e mais um residual com 5.530 doses do conjunto de imunizações da semana passada.

Com a carga desta semana, formada por 148.600 aplicações da vacina CoronaVac, o Estado ultrapassou a marca de 1 milhão de doses recebidas, chegando a 1.001.600 vacinas. O lote vai permitir ao sistema público de saúde começar a imunizar idosos com uma faixa etária mais baixa, a partir dos 75 anos. “A expectativa é que uma nova quantia, parecida com essa, seja enviada ao Paraná até o início da próxima semana”, disse Beto Preto.

BOLETIM – Segundo o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde divulgado nesta quinta-feira 11/03, o Paraná soma 740.955 casos e 13.053 mortes pelo novo coronavírus.

Fonte: AEN

Conteúdo Protegido