MP pede prisão preventiva de homem que estuprou e roubou mulher em Cafelândia

Nesta terça-feira, 26, o Ministério Público do Paraná pediu a prisão preventiva contra o homem que confessou ter assaltado e estuprado uma mulher em Cafelândia na noite do sábado, 23.

O homem está internado no Hospital Universitário em Cascavel e aguarda uma vaga para cirurgia, depois de sofrer uma tentativa de homicídio na noite da segunda-feira, 25. Agora acompanhado por policiais que lhe deram voz de prisão, atendendo ao pedido do MP, e que devem encaminhá-lo para a cadeia pública de Assis Chateaubriand assim que ele receber a alta hospitalar.

Na noite do último sábado, 23, uma mulher contou à Polícia que um homem a abordou com um canivete e roubou seu celular, na sequência o acusado a puxou até um lote onde há uma construção, e a estuprou.

Ele fugiu a pé não sendo mais visto. Depois de sofrer o abuso, a vítima procurou uma amiga e buscou atendimento médico no PAM, posteriormente confeccionando o Boletim de Ocorrência.

Já na segunda-feira, 25, a Polícia Militar conseguiu identificar e prender o homem. Os policiais conseguiram chegar até o suspeito depois que uma menor procurou a delegacia de polícia para denunciar que também havia sido vítima do homem. A menina relatou que foi vítima de roubo e de tentativa de estupro.

Ainda na segunda-feira, o homem, que havia sido levado à Nova Aurora e confessado os crimes aos policiais, foi libertado por estar fora do período de flagrante. Apesar de responder por outros crimes, não havia nenhum mandado de prisão em aberto contra ele, que foi liberado depois das 19h, e voltou para Cafelândia.

Por volta das 21h30min moradores ouviram ao menos cinco disparos de arma de fogo próximo a PR-180, saída para Nova Aurora. A equipe da Polícia Militar foi acionada e identificou a vítima como sendo o homem acusado de estupro e roubo que havia sido liberado no começo da noite.

Um morador de rua, que se abriga no ponto de ônibus próximo ao local dos disparos contou que o acusado estava no local, e um veículo com cinco pessoas passou atirando, e desferindo palavras de baixo calão. O homem conseguiu correr em direção a uma estrada.

Depois de socorrido, o homem foi levado ao Pronto Atendimento Municipal, onde foi possível identificar que ele havia sido atingido por apenas um tiro. Ele foi acertado pelas costas e o projétil fraturou a Escápula.

Conteúdo Protegido