Mais de 60% dos casos de COVID-19 em Corbélia são em mulheres, aponta levantamento


Laboratório Central do Estado - LACEN - Recepção de amostras para teste do Coronavirus. Curitiba, 01/04/2020 - Foto: Geraldo Bubniak/AEN

Você está lendo esta notícia no site Conexão Revista. Um portal de notícias independente e feito por jornalistas com informações sobre tudo o que acontece em Corbélia e região.

O último levantamento realizado semanalmente pela Secretaria Municipal de Saúde de Corbélia mostra que 62,8% dos casos positivos para a COVID-19 até o dia 25 de julho, são em mulheres. Os pacientes homens representam 37, 2%.

O chamado PANORAMA COVID-19, é um monitoramento específico dos casos positivos para o novo coronavírus em Corbélia. Ele traça idade, sexo, ocupação e a região/bairro onde o paciente reside.

O médico Ronaldo Sotine atua na linha de frente da pandemia no Hospital Microrregional em Corbélia e observa que essa diferença de casos entre mulheres e homens tem relação direta com a procura por tratamentos médicos, e os maiores cuidados pelo público feminino.

“As mulheres são mais cuidadosas que os homens. Quanto mais se atende, mais diagnóstico é feito. Não significa que somente as mulheres estão sendo contaminadas. Elas procuram o atendimento quando se tem um sintoma”.

Segundo ele essa diferença não é vivenciada somente na pandemia. Diariamente os atendimentos hospitalares em geral são mulheres que buscam por diagnósticos, como câncer por exemplo.

“As mulheres sempre tem o cuidado de fazer o acompanhamento, tanto pra mama, quanto para o útero. Os homens são relaxados em questão da saúde.”

Existem ainda outras variantes que também apontam para o maior risco de contaminação do público feminino. As mulheres são maioria no front profissional da saúde, em atividades de alta exposição, e as principais mantenedoras de cuidados com familiares contaminados.

O levantamento aponta também que faixa etária com maior contaminação em Corbélia está entre os jovens de 20 e 29 anos. Os de idade entre 30 e 39 anos, 40 e 59 anos estão praticamente empatados em casos positivos.

Descobrir o quanto antes que está com COVID-19 é primordial para o sucesso do tratamento, tanto para homens quanto para mulheres. Segundo Dr. Sotine o diagnóstico tardio para o novo coronavírus pode ser fatal.

“Poucas pessoas vão evoluir mal. Só que se essas poucas pessoas deixarem para procurar tarde esse tratamento, às vezes ele não vai ser beneficiado. Quanto mais tarde iniciar o tratamento, pior.”

Envie sugestões de pautas, fotos ou videos, para o nosso Whatsapp que a nossa equipe irá atender você (45) 9 9958-3996 ou Receba notícias da Conexão Revista no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!

Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: