305 views 56 sec 0 Comment

Gaeco deflagra a Operação Exação, com o cumprimento de ordens de busca e apreensão e afastamento de agentes de segurança

- 5 de abril de 2024
Anúncio

O Ministério Público do Paraná, por meio do Núcleo de Maringá do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), cumpriu na manhã desta sexta-feira, 5 de abril, quatro mandados de busca e apreensão, dois mandados de busca pessoal, além de dois afastamentos de funções públicas, na Operação Exação, que investiga a prática dos crimes de extorsão qualificada, peculato, dentre outros, com possível envolvimento de agentes de segurança pública.

Expedidas pela Vara Criminal de Paiçandu, as ordens judiciais foram cumpridas nas cidades de Loanda e Sarandi, em endereços relacionados aos investigados, com o apoio das Corregedorias da Polícia Civil e Militar. Os mandados foram dirigidos a um policial civil e um policial militar, ambos lotados e em exercício na cidade de Loanda.

Caminhoneiro – As investigações tiveram início em fevereiro de 2024, após o Gaeco de Maringá receber notícia da prática de extorsão qualificada no valor de R$ 500 mil, praticada contra motorista de carga, nas margens da PR-317, entorno da cidade de Floresta, com possível envolvimento de policiais, uso de viatura oficial, armas, coletes balísticos e intimidação.

Anúncio

A ação executada nesta sexta-feira recebeu o nome Operação Exação por conta do pedido de propina pra liberar uma carga.

Com informações do MPPR.

Anúncio
Anúncio
Comments are closed.

Descubra mais sobre ConexãoRevista.

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading