Exclusivo: Saúde de Corbélia colapsa e novos leitos serão abertos no Hospital Santa Simone

A média de consultas realizadas em um único dia chega a bater 50 pacientes e as coletas de exames RT-PCR chegam a 40 por dia

O Ambulatório Exclusivo para atendimento de pacientes COVID-19 em Corbélia está em colapso devido a alta no atendimento de pessoas com sintomas da doença. A média de consultas realizadas em um único dia chega a bater 50 pacientes e as coletas de exames RT-PCR chegam a 40 por dia.

Na manhã desta sexta-feira, 19, o Prefeito Dr. Giovani Wolf Hnatow que também é presidente do CONSAMU e a Secretária de Saúde de Corbélia Cleide Messias que é ainda Presidente do Conselho Regional dos Secretários Municipais de Saúde se reuniram com João Gabriel Avanci, diretor-chefe da 10ª Regional de Saúde e uma equipe técnica para encontrar soluções de ampliação de leitos e atendimentos ambulatoriais.

“Na reunião foi exposta toda a situação da saúde nos municípios da região. Todos os municípios estão com os serviços saturados, e o Dr. Giovani colocou a situação do CONSAMU e em especial a situação dos moradores de Corbélia.”

O número de internamentos no município também é alto, e a capacidade máxima de internação já foi atingida. A transferência desses pacientes em hospitais de referência desafogaria o sistema no município, mas não há vagas disponíveis em nenhum dos hospitais, seja por enfermaria ou UTI.

“Durante a reunião o Diretor da Regional fez contato com a SESA com o Dr. Vinícios Filipack, Diretor Geral para Atendimentos de Urgência e Emergência e Credenciamento de Serviços de Leitos, ele prontamente pediu que o João desse início a uma sensibilização com os donos de hospitais, ou com os donos de serviços de hospitais de pequeno porte que nós temos na região buscando a possibilidade de ampliação de leitos” explica a Secretária de Saúde.

Os contatos realizados foram bem sucedidos e vários hospitais deram retorno de ampliação de leitos de enfermaria. O prefeito de Corbélia Dr. Giovani disponibilizou 17 leitos no Hospital Santa Simone. Sendo que 13 serão de enfermaria, e quatro serão UTI semi-intensiva.

Os equipamentos para os leitos de UTI o Estado será providenciado pelo Estado, e as instalações já devem começar funcionar neste terça-feira, 23.

“O Estado está inclinado a fazer tudo que for possível para contribuir com uma estrutura adequada para atendimento da população.”

Em reunião com o Prefeito, vice e gabinete, no período da tarde, foi avaliado que com a possibilidade de a partir de terça-feira já estar disponível os leitos no Hospital Santa Simone, a Secretaria Municipal de Saúde fará a transferência desses pacientes que precisam de internação o quanto antes para o Santa Simone.

“Eles serão referenciados, via central de leitos para o Santa Simone. Sendo assim, esperamos que diminua um pouco esse fluxo no nosso serviço que não suporta mais internar, porque nossos pacientes também tem perecido ali aguardando vaga para transferência e que tem sido algo muito difícil por conta da falta de leitos em Cascavel. Com essa descentralização dos leitos de enfermaria, temos uma expectativa de melhorar esse fluxo, e atender melhor a população” finaliza.