fbpx

Enfrentamento à Covid: Paranhos diz que lei aprovada hoje traz nova esperança

Cascavel tem pressa em vacinar sua população contra a Covid-19, sempre respeitando o cronograma do Plano Nacional de Imunização (PNI), mas buscando iniciativas próprias para acelerar o processo de imunização. Na tarde desta sexta-feira 19/03, a Câmara de Vereadores aprovou, o prefeito Leonaldo Paranhos sancionou e a “Lei da Esperança” foi publicada em edição extra do Diário Oficial do Município.

A Lei 7.209 autoriza Cascavel a integrar o Consórcio Brasil, que reúne municípios de todo o País em busca de aquisição de vacinas.

O prefeito Paranhos destacou o papel fundamental da Câmara de Vereadores e agradeceu aos vereadores que prontamente atenderam ao pedido do Município e aprovaram o projeto de lei em sessões extraordinárias.

Paranhos disse ainda que se trata de uma lei que traz esperança no combate ao novo coronavírus. Ressaltou que a vacina é a única ferramenta definitiva, nós estamos todos os dias improvisando ações, todo o dia tem-se que tomar medidas e a vacina, definitivamente, nos traz uma segurança maior.

A Procuradoria-Geral do Município está trabalhando uma medida judicial que garanta tutela antecipada para que em eventual compra da vacina, os imunizantes não sejam retidos pelo Ministério da Saúde para integrar o plano nacional e serem distribuídos igualitariamente entre os municípios.

Além de Cascavel, outros 53 municípios integrados à Amop (Associação dos Municípios do Oeste do Paraná) votaram leis semelhantes para fazerem parte do consórcio nacional. o Prefeito disse que nesse momento tudo é esperança, estou fazendo o que é possível, vou lutar com todas as minhas ferramentas.

O presidente da Câmara de Vereadores, Alécio Espínola, disse que Câmara tem um papel fundamental no desenvolvimento do Município e todas as vezes que a Prefeitura protocola projetos em caráter de urgência e emergência a resposta é imediata.

Afirmou ainda que é a segunda lei que a prefeitura manda e que fazem uma sessão extraordinárias [para aprovar o projeto]. São as sessões da esperança, que tratam de vacina, tratam da legalização para que possamos receber o mais rápido possível as vacinas na cidade de Cascavel. Estão vendo o esforço de cada médico, cada médica, o esforço de cada servidor da saúde e nós não podemos atrasar as vacinas.

Fonte: Portal do Cidadão

Conteúdo Protegido