Em 24h Corbélia confirma 10 novos casos de COVID-19 e Saúde alerta para colapso

Subiu de 1005 para 1015 o número casos confirmados de COVID-19 em Corbélia, um aumento de 10 pacientes em apenas 24h. Os dados são do boletim emitido na tarde desta quinta-feira, 18, pela Secretaria Municipal de Saúde.

A alta vem sendo sentida pelos profissionais de saúde que já estão saturados pelo trabalho constante e ininterrupto que já se aproxima de completar 1 ano. O ambulatório montado exclusivamente para atender os pacientes suspeitos ou confirmados com o novo coronavírus é pequeno para o aumento repentino que ocorre desde a segunda quinzena de Janeiro, e aumentou com ainda mais intensidade na última semana.

Mas este não é o único problema que está colapsando o sistema de saúde de cidades como Corbélia, é a falta de leitos de enfermaria e de UTI em hospitais que faz crescer um fila de espera que já soma 63 pacientes.

Nesta quinta-feira (18), em Corbélia, cinco pacientes estão internados no ambulatório municipal, mas três deles precisam de transferência urgente para um hospital de referência, e também aguardam na fila.

“Dois estão mais graves, mas são três em situação de emergência. Todos estão clicados aguardando vaga. Acabei de conversar com o responsável pela macrorregião da central de leitos, e ele informou que não há o que ser feito, e existe uma dificuldade imensa de leitos. E esse mapa está piorando ao fim do dia.”

O Prefeito Dr. Giovani e a Secretária de Saúde irão se reunir com o Diretor da Regional de Saúde para pensar em uma estratégia nova para atender a demanda de Corbélia. A reunião acontece nesta sexta-feira, 19, e as mudanças devem ser sentidas muito em breve.

“Nós já estamos saturados, seja com consulta, ou exames. E não tem como eu colocar mais profissionais para atender porque o espaço do ambulatório também é muito pequeno pra comportar consultas, coletas de exames e pacientes internados.”

A Secretária classifica o aumento de casos como uma segunda onda de contaminação, proporcionada por uma maior agressividade do vírus aliado aos descuidos e aglomerações geradas pela própria população.

“As pessoas se movimentam e o vírus se movimenta junto. Quanto mais pessoas se juntam maior o risco de contaminar mais pessoas. Veja a quantidade de casos que positivaram nas últimas duas semanas em Corbélia. Nós vamos dar um salto de contaminação na próxima semana porque ainda estamos esperando o resultado de mais 39 pacientes que estão com os sintomas claros da doença.”

Cleide também deixa o pedido para que a população volta a cumprir as regras de distanciamento social, não participe de eventos que gere aglomerações e use máscara. Ela lembra também que é importante evitar as reuniões em família.



Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: