fbpx

DER-PR conclui mais uma etapa da licitação para serviços em rodovias de municípios do Oeste

Foto : Jonathan Campos / AEN

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) abriu nesta terça-feira (19) os envelopes com documentos de habilitação das empresas que disputam a licitação para conservação de 193,27 quilômetros de rodovias da região Oeste.

Participam desta etapa quatro empresas classificadas na análise de propostas de preços, por terem apresentado os valores mais vantajosos ao Estado, variando entre R$ 46.649.522,89 e R$ 48.791.467,97. Elas também atenderam todos os critérios do edital de licitação.

A comissão de julgamento analisará os documentos das participantes e publicará um aviso em Diário Oficial e no portal Compras Paraná estabelecendo se as empresas foram habilitadas e, também, anunciando a vencedora da disputa.

A publicação do aviso dá início a um período de cinco dias úteis para interposição de recursos, e igual período para contrarrazões, caso haja algum recurso. Concluída esta etapa, caso não haja alterações no resultado, têm início os trâmites internos para assinatura do contrato e emissão da ordem de serviço para início dos trabalhos.

CONSERVAÇÃO – O edital contempla rodovias de dez municípios, beneficiando cerca de 262 mil pessoas: Assis Chateaubriand, Boa Vista da Aparecida, Cafelândia, Capitão Leônidas Marques, Catanduvas, Iracema do Oeste, Jesuítas, Nova Aurora, Toledo e Três Barras do Paraná.

Estão previstos serviços de tapa-buracos emergenciais, remendos superficiais e profundos, selagem de trinca, fresagem, reperfilagem, microrrevestimento asfáltico, desconfinamento lateral de bordo, drenagem longitudinal, drenagem transversal, sinalização horizontal e instalação de tachões refletivos bidirecionais.

Uma novidade específica desse contrato é a inclusão de melhorias nos acostamentos das rodovias. Visando diminuir o degrau entre a pista de rolamento e o espaço lateral, serão realizados os serviços de aplicação de pintura de ligação e reperfilagem com Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ) com espessura de 2,50 centímetros em metade da extensão dos acostamentos existentes.

As frentes de trabalho devem começar a atuar pelo trecho entre Assis Chateaubriand e o Rio Piquiri (PR-486), e entre Assis Chateaubriand e Toledo (PR-317 e PR-239).

EMERGENCIAL – Enquanto a licitação dos serviços de conservação está em andamento, o DER/PR executa reparos emergenciais nos trechos, por meio de sua Superintendência Regional Oeste, que conta com 500 toneladas de Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ) para este fim, um investimento de R$ 218.670,00.

São serviços de tapa-buracos em todos os locais necessários, além de reparos com utilização de motoniveladora e rolo compressor nos segmentos mais críticos. O objetivo é garantir mais segurança e trafegabilidade nestas rodovias, enquanto não tem início o contrato de conservação.

Fonte: AEN

Conteúdo Protegido