Corbélia tem volta às aulas com sistema híbrido na rede municipal de ensino

As mais de duas mil crianças do município de Corbélia não voltarão de forma presencial às escolas por pelo menos mais 30 dias. A decisão foi tomada pela Secretaria Municipal de Educação, juntamente com a Secretaria de Saúde e Prefeito Dr. Giovani. O primeiro mês de aula, que se inicia no dia 08 de fevereiro, será ainda no modo totalmente remoto, com as atividades sendo feitas em casa.

A Secretária de Educação Silvia Mara, em entrevista exclusiva para a Conexão Revista, explicou que a medida vem de acordo com as orientações repassadas pelo Núcleo Regional de Educação. Apesar do Governador Carlos Massa Ratinho Junior confirmar o retorno presencial ,também das escolas municipais, ainda não houve nenhuma formalização documental que dê esta possibilidade aos municípios.

Segundo ela, todos os dias, a Secretaria recebe orientações do núcleo regional e também da Secretaria Estadual de Saúde sobre as exigências para as escolas, professores e alunos na retomada das aulas.

O impasse fez com que Corbélia optasse por aguardar pelo menos mais 30 dias para o início definitivo das crianças nas escolas. Este retorno no entanto, acontecerá de maneira híbrida, em que 50% da turma comparece presencialmente por uma semana, enquanto o restante estuda em casa. Na semana seguinte ocorre o revezamento dessas turmas.

A Secretária esclareceu ainda que as escolas estão sendo todas readaptadas para respeitar o distanciamento social, higienização e ainda proteção de alunos e professores.

Todos os veículos do transporte escolar ganharão tutores que acompanharão os alunos no trajeto até a escola. Eles garantirão o distanciamento entre as crianças e também a higienização dos alunos, utilização de máscara e limpeza do veículo.

Ao chegar na escola os alunos passarão por aferição de temperatura. Caso apresente febre ele será isolado em um ambulatório montado dentro da escola. Os pais serão comunicados e a criança será encaminhada ao atendimento médico.

Todos os estudantes deverão ter pelo menos duas máscaras consigo para troca durante o período de aula. O lanche será servido de uma forma diferente da tradicional, para também evitar aglomerações.

Silvia frisou que os Centros de Educação Infantil deverão atender somente crianças que apresentem vulnerabilidade social, e que os pais não possuem condições financeiras para contratação de babá. A seleção destas crianças será feita em conjunto com a Secretaria de Desenvolvimento Social. Apesar da tentativa de atendimento ao maior número de crianças nos CMEIs, neste primeiro momento, a Secretaria de Educação irá dar atendimento de apenas 4h, o que é exigido por lei.

A Associação dos Municípios do Oeste do Paraná solicitou que os professores entrem para o grupo prioritário de vacinação na próxima fase. Segundo a Secretária, essa imunização é importante para que os profissionais possam trabalhar com mais segurança no âmbito escolar.

Corbélia possui atualmente 1200 alunos no Ensino Fundamental, 430 de 04 e 05 anos e ainda 423 crianças que possuem de 0 a 3 anos.

Confira a entrevista com a Secretária de Educação Silvia Mara: