Com aumento de 114% de casos de COVID em Corbélia desde as eleições, administração adota decreto Estadual

Desde o dia 16 de novembro até a manhã desta sexta-feira, 04, Corbélia registrou um aumento de 114% nos casos de COVID-19. O município enfrenta uma alta no número de pacientes com o novo coronavírus como nas demais cidades paranaenses somado a falta de leitos de UTI. O decreto Estadual 6294/2020 do reeditado pelo Governado Carlos Massa Rainho Junior na noite de ontem, 03, deverá ser seguido em Corbélia. A fiscalização fica a cargo da Polícia Militar e Vigilância Sanitária.

Durante a manhã o Prefeito em Exercício Dangelles Decki atendeu a Jornalista da Conexão Revista para esclarecer o momento em que o município vive diante a pandemia.

Dangelles afirmou que é preciso que Corbélia cumpra o Decreto Estadual em todos os quesitos, seja no chamado “Toque de recolher” quanto na não realização de eventos e festas que possam gerar aglomerações.

Dangelles Decki ressaltou ainda que não há possibilidade de fechamento do comércio local. Segundo ele a experiência anterior mostrou que a circulação do vírus não acontece diretamente nos pequenos comércios, e sim dentro das próprias residências e aglomerações.

“Vamos seguir dentro das nossas possiblidades a questão da determinação do Estado. Eu acho que ela é importante sim porque no Estado inteiro a situação se agravou muito e a gente já teve a visão e o entendimento que simplesmente abrir e fechar comércio não é essa a solução. Nós precisamos é que a população tenha que assumir o seu papel que é o maior responsável. E essa questão do decreto contendo sobre as aglomerações e o toque de recolher das 23h às 05 de certa maneira ele vai dissolver um pouco as aglomerações que a gente sabe que acaba tendo bastante. E essa dissolução vai trazer positividade nos números gerais para o Estado.”

A fiscalização no cumprimento do Decreto Estadual ficará a cargo da Polícia Militar e Vigilância Sanitária, Dangelles no entanto, afirma que em municípios pequenos, como Corbélia, o contingente é pequeno.

“Em Cascavel por exemplo o Paranhos está colocando todo a estrutura e guarda municipal para auxiliar nisso. A diferença para os pequenos município, nós não temos essa estrutura. A nossa equipe de vigilância é reduzida. E estamos em final de ano, e além de tudo é de final de mandato, e as despesas seriam enormes se fosse o município ter essa fiscalização. Logicamente quando a Polícia necessitar da vigilância para registrar ato infracional ou algo neste sentido, a equipe estará a disposição.”

Todos os organizadores de eventos agendados para acontecer no período de vigência do Decreto estão sendo orientados pela equipe da vigilância do município que remarquem para uma nova data. O Gabinete no entanto, está em busca de respostas da Polícia Militar e da própria 10ª Regional de Saúde para saber como de fato essas fiscalizações deverão acontecer.

A estrutura de saúde em funcionamento, e que trata exclusivamente casos da COVID-19 em Corbélia, é considerada suficiente pelo Prefeito em Exercício se os casos continuarem somente leves e moderados.

“Dentro da característica que a doença se apresentou aqui no município nós estamos bem estruturados com o Hospital de Campanha para dar esse primeiro atendimento, e suporte. O município também tem um suporte de medicação através dos médicos que atendem no Hospital e fazem o tratamento inicial e que está dando resultados. Vejo que o município está estruturado para dar esse primeiro atendimento.

No entanto, ela pode colapsar se o número de casos graves voltar a crescer. A dependência de Corbélia por leitos de UTI no Estado em casos graves continua, e o número de vagas em Cascavel é cada vez menor.

“A nossa preocupação está justamente na falta de leitos da nossa macrorregional. Se mudar essa características e os casos começarem a se agravar nós vamos depender da estrutura do Estado” conclui Dangelles.

Atualmente o Hospital de Campanha está alocado na Associação dos Servidores Municipais na Vila Unida. Apesar de possuir uma equipe de trabalho durante 24h, há apenas oito leitos de internamento disponíveis, e os respiradores que eram utilizados até recentemente eram alugados, e já foram devolvidos. Os dois aparelhos recebidos do Ministério da Saúde não podem ser utilizados no Hospital porque são Respiradores de Transporte.

Medidas

O texto assinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior prevê também a proibição da comercialização e do consumo em vias e espaços públicos de bebidas alcoólicas das 23 horas às 5 horas. A decisão acompanha o impedimento provisório na circulação de pessoas no mesmo período, medida em vigor no Estado desde a quarta-feira (02).

Apenas serviços considerados essenciais, regidos pelo decreto estadual 4.317/20, como saúde, segurança pública, limpeza pública, produção, distribuição e comercialização de alimentos, ficam liberados da restrição de circulação.

“Essas medidas são fundamentais. É claro que o vírus não tem horário, mas cerca de 15% dos nossos leitos de UTI são usados em decorrência de traumas. Em muitos casos por pessoas que bebem, pegam o carro e acabam se acidentando. Isso libera leitos para combater o coronavírus, para dar assistência a quem está contaminado”, ressaltou Ratinho Junior.

O decreto recupera medidas de duas resoluções da Secretaria de Estado da Saúde. A 734/2020 que autoriza a celebração de cultos religiosos desde que o espaço destinado ao público tenha ocupação máxima de 30%, garantido o afastamento mínimo de 2 metros entre as pessoas.

A medida começa a valer na segunda-feira (07) para dar tempo de as igrejas se organizarem. O texto recomenda que a população realize atos religiosos em casa, de forma individual ou em família.

Outra medida retomada é a resolução 632/2020, que trata do teletrabalho. O decreto estabelece que esse formato seja adotado para as funções que forem compatíveis no âmbito da administração estadual. As exceções são as secretarias da Saúde, Segurança Pública e Fazenda. Há ainda a orientação para que os demais Poderes, assim como municípios e entes privados acompanhem o regramento.

Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: