Cerejeiras dão toque colorido para paisagens de Cascavel

Chegou a época do ano que as ruas ficam ainda mais convidativas para registrar as mais belas fotos: está aberta a temporada da floradas das cerejeiras. Em Cascavel, elas já começam a fazer parte da paisagem e dão um toque colorido, florido e mais belo para a cidade. É difícil encontrar quem fica indiferente a delicadeza das árvores.

As cerejeiras do Japão vieram, como o nome diz, da terra do sol nascente, como os imigrantes japoneses. Elas chegaram a Cascavel, por meio do senhor Shigueki Nishimori, há mais de 40 anos. Ele é pai de Kazuyo Nishimori Komori, também conhecida como Elizabeth das Cerejeiras.

A família se tornou pioneira no plantio da espécie no município. “As cerejeiras chegaram aqui em Cascavel através de mãos de meu pai. Uma parte ele trouxe sementes direto do Japão e outra ele colheu em Moji das Cruzes, e me mandou. Queria deixar o nome de meu pai para todos reconhecerem que graças a ele temos as maravilhosas cerejeiras aqui em Cascavel”, comenta.

Em Cascavel, o Lago Municipal e a Avenida Rocha Pombo são os principais locais tomados pela cerejeiras, que também são conhecidas como sakuras. A cerejeira Okinawa é a mais comum na cidade, é a que apresenta pequenas flores com uma tonalidade de rosa. Ela costuma florescer entre junho e agosto, conforme o clima. A florada é curta, geralmente, dura três semanas, mas o suficiente para os cascavelenses ficaram encantados.

E é justamente por conta desse frio de Cascavel que as cerejeiras se adaptaram tão bem ao ambiente. As árvores que podem chegar à altura de até 10 metros, enchendo os olhos dos cascavelenses.

Fonte: Cascavel

Conteúdo Protegido