O combate à dengue é uma responsabilidade de todos. De acordo com o novo boletim epidemiológico 2021/2022, Cascavel registrou 3.897 casos da doença. O Município ultrapassou a marca de 11,5 mil casos suspeitos. O número de pessoas com dengue ainda podem aumentar significativamente, porque há 6.074 pessoas aguardando por coleta ou resultado de exames. Nenhum novo óbito foi registrado. Até o momento, Cascavel tem três mortes confirmadas por conta da doença.

Os bairros com mais casos da doença são Cascavel Velho, Coqueiral e Santa Cruz.

Para ganhar essa guerra, a estratégia manter o quintal limpo, eliminar criadouros do mosquito e não deixar água parada de bobeira.

CUIDADOS
Dentre os locais que precisam ser vistoriados pela população estão: edícula, tonéis com captação de água da chuva, aquários sem bomba de oxigenação, pratos de vasos de plantas, bandejas das geladeiras, bebedouro de animais, tanque de roupas que ficam com água empossada no fundo, coletor de água da saída do ar-condicionado, lixeiro sem tampa e sem furo embaixo, piscinas de plástico, cisternas, caixas de gorduras e plantas aquáticas, pequenos objetos nos quintais; como tampas de garrafas, copos plásticos e brinquedos infantis.

Outra ação importante é o acondicionamento correto do lixo. Cascavel tem coleta de lixo comum, reciclável e de inservíveis. É preciso verificar qual a que passa na rua e fazer a destinação adequadamente. Além da destinação correta de volumosos. 

Fique atento até mesmo gotículas de água numa tampinha de plástico já são suficientes para se transformar no criadouro do mosquito.

Fonte: Prefeitura de Cascavel

Conteúdo Protegido