Álcool em festa Infantil NÃO É LEGAL!

Todos nós estamos cansados de saber sobre os malefícios das drogas lícitas que são vendidas para qualquer adulto e em qualquer lugar, mas será que sabemos sobre os malefícios causados para as crianças que acompanham e estão próximas dos usuários?

Vamos começar falando sobre as substâncias, as bebidas são diversificadas, existem as bebidas fermentadas que são os vinhos, cervejas, saquê… São de consumo comum em muitas culturas e não são prejudiciais se ingeridas moderadamente, como na cultura italiana é de praxe a ingestão de cálices de vinho antes das refeições, por outro lado as bebidas destiladas como o whisky, cachaça, licores, vodka entre outras, não existe maneira segura em sua ingestão, uma única dose já é o suficiente para irritar as mucosas do estomago e esôfago, com grande concentração alcoólica, potencializando os efeitos no organismo levando ao vício.

O álcool é uma das drogas licitas que mais causam danos ao organismo e que mais mata no mundo todo, de acordo com a OMS (ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE) em 2018 fora registrado mais de 3 milhões de mortes no mundo, e estimasse que esse numero aumente, esse numero contabiliza mortes ocasionadas pela degeneração causada ao organismo e também mortes ocasionadas pelos efeitos colaterais do álcool, como acidentes e violência ocasionada.

Não podemos deixar de fora o tabaco, grande vilão, ainda de acordo com a OMS (ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE) o tabaco tem vitimado mais de 8 milhões de pessoas no mundo, mortes ocasionadas pela substância. Mas afinal, qual é a relação de toda essa informação com a psicologia?

A infância é o chão do qual os adultos pisam a vida toda, a sociabilização precoce das crianças, frequentemente em festas infantis ou no convívio rotineiro do lar, são expostas a essas substâncias de forma irresponsável, fomentando a utilização dessas mesmas substâncias. O alcoolismo é uma doença séria e as pessoas podem e devem procurar ajuda de um psicoterapeuta para obter maior chance nos resultados e tratamentos que são fornecidos pelas instituições de saúde, sendo elas publicas ou particulares, porém, é dever da sociedade preservar o bem estar da criança e do adolescente.

Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: