fbpx

Volume de serviços aumentou 2,1% no Paraná em novembro; no turismo, evolução foi de 6,3%

04/2019 - Foz do Iguaçu - Restaurante Porto Canoas.Foto: José Fernando Ogura/ANPr

O setor de serviços cresceu 2,1% no Paraná em novembro de 2021 frente a outubro do mesmo ano, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados constam da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada nesta quinta-feira (13).

Esse é o setor que engloba restaurantes, turismo, academias de ginástica, escolas e transporte, e que teve as atividades plenamente retomadas no ano passado com o avanço da vacinação contra a Covid-19.

Foi o oitavo mês de 2021 com crescimento no volume de serviços, além de fevereiro, março, abril, maio, junho, julho e agosto. Novembro apontou recuperação depois de duas pequenas baixas em setembro (-0,2%) e outubro (-2,5%).

Em relação a novembro de 2020, ainda duramente impactado pela pandemia, o crescimento foi superior, de 10,7%, nono consecutivo no recorte mensal. O resultado positivo nesse quadro mais amplo aconteceu em quatro das cinco atividades pesquisadas e mostra a diferença entre os cenários sem vacina de 2020 e com vacina e retomada econômica de 2021.

Segundo o levantamento, tiveram evolução o setor de transporte (trens turísticos, transporte de cargas, transporte aéreo, táxi e fretamento), de 20,3%; serviços prestados às famílias (hotéis, restaurantes, parques temáticos, lavanderias, ensino, cabeleireiros e produção de eventos), de 9,7%; serviços profissionais (atividades jurídicas, fotografia, arquitetura, locações não imobiliárias e mão de obra em geral, de limpeza e segurança), de 4,6%; e serviços de informação (operadoras de TV, portais, edição de livros e atividades de rádios), de 2%.

Na variação acumulada do ano (janeiro a novembro de 2021, frente ao mesmo período de 2020), o crescimento foi de 8,5%, mais um indicador que aponta a recuperação do setor. Nesse caso também houve aumento em quatro dos cinco recortes: transportes (12,5%), serviços para as famílias (8,4%), serviços profissionais (7,2%) e serviços de comunicação (4,4%).

ATIVIDADES TURÍSTICAS – O volume de atividades turísticas cresceu 6,3% na variação do mês (frente a outubro de 2021) e 19% na variação mensal (comparativo com o mesmo mês de 2020). No acumulado do ano, o crescimento foi de 12,7%.

Com o avanço da vacinação, o Estado voltou a receber turistas estrangeiros em maior escala e os atrativos reabriram com 100% de capacidade e novos atrativos.

No indicador de receita, que mede o faturamento das atividades turísticas, o crescimento foi de 5,5% na variação do mês, 28,9% no indicador mensal e 16,4% no acumulado do ano.

NACIONAL – Em novembro de 2021, o volume de serviços no Brasil cresceu 2,4% frente a outubro, na série com ajuste sazonal. Frente a novembro de 2020, o volume de serviços avançou 10,0%, nona taxa positiva consecutiva. No acumulado do ano, o volume de serviços avançou 10,9% frente a igual período do ano anterior

Fonte: AEN

Conteúdo Protegido