Saúde envia mais 530 mil EPI’s para todas as regiões do Paraná

A Secretaria de Estado da Saúde iniciou nesta segunda-feira (13) o envio de mais 530 mil equipamentos de proteção individual (EPI’s) para as 22 Regionais de Saúde do Paraná. Os materiais incluem máscaras, luvas, tocas, aventais, óculos de proteção e álcool em gel.

“Essa é a segunda remessa seguida, em caráter emergencial, adquirida pela Sesa e enviada às regionais para abastecer os municípios no atendimento dos serviços de saúde em meio à pandemia do coronavírus”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Segundo ele, a aquisição e distribuição de EPI’s é prioridade para o enfrentamento da doença. “Enviamos os equipamentos de proteção para diminuir ao máximo o risco de contaminação entre as pessoas. Nossa preocupação neste momento é dar segurança aos nossos profissionais de saúde que estão na linha de frente e também à população, que posteriormente será atendida por estes profissionais, evitando que sejam infectados”.

Além dos EPI’s, a secretaria estadual também enviou respiradores, móveis e equipamentos para hospitais de Guarapuava, Umuarama e Campo Mourão, além dos hospitais universitários de Londrina, Maringá, Ponta Grossa e Cascavel.

“Precisamos dar suporte aos nossos hospitais para oferecermos um serviço de qualidade, visando sempre a preservação da vida dos pacientes que procuram pelo atendimento de saúde no Estado”, afirmou o secretário.

NOVOS LEITOS – O Governo adquiriu recentemente 50 ventiladores, 50 desfibriladores e 60 monitores multiparamétricos para hospitais que passam a disponibilizar leitos exclusivos para atendimento da Covid-19.

Os equipamentos fazem parte da estratégia de ampliação de leitos anunciada no final de março pelo governador Carlos Massa Ratinho Júnior e pelo secretário Beto Preto. A previsão inicial era de mais 317 leitos de UTI adulto e 731 de enfermaria.

Atualmente, já são 425 leitos de UTI adulto e 1.110 leitos de enfermaria disponíveis para atendimento exclusivo de pacientes suspeitos ou confirmados com coronavírus. Essas ativações significam estruturas completamente novas ou uso, por parte do Estado, de leitos já existentes em hospitais públicos, privados e filantrópicos. O reforço atende todas as regiões do Paraná, podendo chegar, se necessário, a até 1.061 leitos de UTI adulto e 2.586 leitos de enfermaria.

O Governo também está antecipando as obras dos hospitais regionais de Guarapuava e Ivaiporã, que seriam finalizadas em dezembro, para atendimento de pacientes vítimas da pandemia. O Hospital Regional de Telêmaco Borba já está concluído e vai abrir nos próximos dias. Com as três unidades, serão 82 leitos adicionais de UTI e 250 de enfermaria disponíveis à população.

“Nossa estratégia é colocar para rodar aquilo que estava parado, como é o caso do hospital de Telêmaco Borba, e antecipar as obras de Guarapuava e Ivaiporã. São leitos adicionais que vão nos auxiliar neste momento da pandemia”, ressaltou o secretário.

Fonte: AEN

Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: