Resiliência: As causas do sofrimento são específicas e particulares, assim como as formas de encará-lo e superá-lo


Você está lendo esta notícia no site Conexão Revista. Um portal de notícias independente e feito por jornalistas com informações sobre tudo o que acontece em Corbélia e região.

Por Jeferson Wruck
Bacharel em Jornalismo. Graduado em História e Filosofia. Especialista em História, Arqueologia

Resiliência, à princípio, é um conceito da Física. Descreve como alguns corpos são capazes de retornar ao seu estado original depois de terem sofrido alguma alteração provocada por ação externa. Um conceito muito interessante que tem sido adaptado por outras áreas do conhecimento, como as ciências da saúde. Para a Psicologia, resiliente é o indivíduo que consegue passar pelos traumas e dificuldades da vida se mantendo o equilíbrio emocional e mental. Em outras palavras, é a capacidade de se adaptar aos percalços, “sacudir a poeira e dar a volta por cima.” Estamos chegando ao fim de mais um ano e se há um momento propício para falar de resiliência, é agora.

Entre os séculos XVI e XVII, viveu na Espanha um homem chamado Miguel de Cervantes. Quando jovem, ele sonhava em ser um grande dramaturgo, conhecido e ovacionado pelo mundo. Na casa dos vinte anos, enquanto servia na marinha espanhola, perdeu um braço durante a batalha naval de Lepanto. Quatro anos depois, foi capturado por piratas e escravizado. Em 1580, após cinco longos anos como escravo em Argel, foi resgatado e retornou para sua pátria, onde enfim pode se dedicar à sua paixão, o teatro. Escreveu quase vinte peças, e praticamente todas foram um fracasso.

Enquanto via seu rival, Lope de Vega, lançar um sucesso após o outro, lotando audiências e enchendo seus bolsos, Cervantes caía numa situação financeira calamitosa. Em desespero, conseguiu trabalho como arrecadador de impostos para sobreviver. Acusado por má conduta no serviço, foi preso em 1597, e outra vez em 1605. Cercado pelas grossas paredes de pedra de sua cela, Cervantes teria tempo suficiente para enumerar e remoer a longa coleção de derrotas que acumulara na vida. Mas consta que ele preferiu usar esse tempo para escrever.

Talvez por estar um pouco desencantado com o teatro, decidiu escrever em forma de romance a história de um triste senhor que sonhavam em ser um cavaleiro andante. A conclusão da obra, em dois volumes, levou dez anos, mas o resultado final foi o livro O engenhoso fidalgo Dom Quixote de la Mancha, aclamada pelos críticos até hoje como a maior realização literária de todos os tempos.

Neste ano, cada um de nós teve seu quinhão pessoal de dificuldades, e isso nos custou energias físicas, mentais e emocionais. Como continuar se erguendo após cada rasteira que a vida nos dá? Uns procuram conforto na fé religiosa, outros alimentam sua determinação mantendo o foco em ambições materiais. Compartilhei a história acima por que para mim a História e a Literatura são a principal fonte de consolo e inspiração nessa estrada sinuosa da existência. Mas creio que todas as alternativas são válidas (desde que funcionem para você).

As causas do sofrimento são específicas e particulares, assim como as formas de encará-lo e superá-lo são individuais e pessoais. Enfim, considero que a definição mais precisa do que é resiliência não está em nenhum manual técnico, mas numa obra cinematográfica. Numa das principais cenas de Rocky Balboa (2006), o protagonista está dando um sermão em seu filho: “Ninguém vai bater tão duro como a vida, mas não se trata de bater duro. Se trata do quanto você aguenta apanhar e seguir em frente. O quanto você é capaz de aguentar e continuar tentando. É assim que se consegue vencer”. Isso é ser resiliente.

Envie sugestões de pautas, fotos ou videos, para o nosso Whatsapp que a nossa equipe irá atender você (45) 9 9958-3996 ou Receba notícias da Conexão Revista no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!

Conexão Revista 8ª Edição

Conheça a Conexão Revista de Corbélia também versão impressa. Lançamos uma nova edição a cada 90 dias.

Leia a última edição agora, basta clicar na imagem ao lado!

E boa leitura! 

Envie sugestões de pautas, fotos ou videos, para o nosso Whatsapp que a nossa equipe irá atender você (45) 9 9958-3996 ou Receba notícias da Conexão Revista no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!

Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: