Reforço no Interior e mais testes são estratégicos contra o coronavírus


Laboratório Central do Estado - LACEN - Recepção de amostras para teste do Coronavirus. Curitiba, 01/04/2020 - Foto: Geraldo Bubniak/AEN

Você está lendo esta notícia no site Conexão Revista. Um portal de notícias independente e feito por jornalistas com informações sobre tudo o que acontece em Corbélia e região.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior disse nesta quarta-feira (20) que o reforço no atendimento da saúde no Interior e a ampliação dos testes da Covid-19 baseiam as decisões do governo para o enfrentamento da pandemia.

Em entrevista à rádio CBN Curitiba, Ratinho Junior afirmou que o governo já vem trabalhando com a descentralização da saúde desde o ano passado, pensando também na epidemia de dengue, em ritmo de crescimento no Estado.

 “Já vínhamos preparando o Estado para suportar dengue. Não sabíamos como seria a pandemia no Brasil, mas essa descentralização permitiu que a rede de saúde estivesse relativamente organizada quando a Covid-19 chegou ao Paraná”, disse.

“A saúde do Paraná teve muitos avanços ao longo das últimas décadas, mas ainda ficou muito centralizada na Capital, com regiões que tinham falta de um atendimento mais musculoso”, afirmou o governador. Ele lembrou que além dos hospitais públicos estaduais, os leitos para pacientes com o novo coronavírus também estão distribuídos nos hospitais filantrópicos e particulares que atendem pelo SUS.

TESTAGEM – O governo também observa as soluções tomadas em outros estados e países que trouxeram bons resultados ao enfrentamento da pandemia, explicou o governador. Um exemplo é a testagem em massa, que foi adotada em locais como Singapura e Coreia do Sul.

Nesta semana, o Governo do Estado passou a ampliar o número de diagnósticos, com a previsão de fazer 200 mil testes nos próximos meses.

“Nosso planejamento leva em conta a realidade local da nossa economia e da rede de saúde pública do Estado, inspirado nos países que tiveram uma experiência menos traumática neste processo e em outros estados que estão conseguindo amenizar a crise”, ressaltou.

RADIOGRAFIA – A testagem em massa permite uma radiografia mais precisa de como o vírus está se comportando no Estado, explicou o governador. “É medindo isso que teremos um reflexo da situação para tomar novas medidas.

“Estamos conseguindo fazer com que a pandemia esteja de certa forma controlada. Nossa preocupação agora é com o frio, não sabemos como será a evolução do vírus no inverno. Mas trabalhamos com esse planejamento para evitar picos e a sobrecarga do sistema de saúde”, completou.

Fonte: AEN

Envie sugestões de pautas, fotos ou videos, para o nosso Whatsapp que a nossa equipe irá atender você (45) 9 9958-3996 ou Receba notícias da Conexão Revista no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!

Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: