Quero trabalhar com gastronomia, e agora?

A Gastronomia está em alta no Brasil como nunca esteve. Realities shows com chefs que viraram celebridades estão por todos os canais. Programas de culinária invadem a TV e os sites na internet. Perfis nas redes sociais ensinam receitas e técnicas como nunca antes.

Cursos e workshops de gastronomia estão totalmente acessíveis por toda a internet. Com isso, cada vez mais pessoas pensam em ingressar no mercado de trabalho na área de gastronomia.

Você já pensou nisso? Qual é o passo inicial? Devo começar um curso livre ou uma faculdade? Hoje vamos falar sobre isso.

Para começar, precisamos lembrar que nem tudo que vemos na TV e na internet é verdade. O glamour que rodeia os grandes chefs, os grandes restaurantes e hotéis e as cozinhas famosas nem sempre reflete a realidade. Mas isso é tema para uma coluna inteira sobre isso, então o importante nesse momento é colocar os pés no chão e decidir por onde começar. Qual seu objetivo? O que você quer conquistar trabalhando na cozinha? Ter seu próprio restaurante? Trabalhar na cozinha para não precisar administrar o restaurante? Esse é o primeiro passo: decidir o que você quer fazer. Decidir o que você quer fazer serve, basicamente, para você mudar de ideia depois e se encontrar em um caminho totalmente diferente do que você imaginava. Mas está tudo bem! Isso é um caminho normal na vida. Planeje para poder mudar de ideia o quanto quiser depois.

Antes de você ingressar no mercado, você precisa decidir como você quer aprender a profissão. Você quer buscar um curso profissionalizante, uma faculdade ou cursos livres? Ou quer tentar entrar no ramo sem conhecimento prévio e tentar aprender enquanto busca as oportunidades? Essa segunda opção é a mais difícil e deve ser, praticamente, descartada.

“Ah, mas eu cozinho em casa há 10 anos”. Infelizmente, isso vale pouco para uma cozinha profissional. Então, é importantíssimo estudar, se dedicar, buscar o que você gosta de fazer e encarar os desafios com o pé no chão e um conhecimento prévio na cabeça.

Produção feita em um dos cursos que eu fiz durante a formação. Gazpacho (sopa fria) com camarão.

Você provavelmente já deve ter reparado nas redes sociais as propagandas de cursos voltados para a alimentação. Curso de hambúrguer, curso de risoto, curso de massas, faculdade à distância, entre muitos outros. Alguns desses cursos são baratos e acessíveis. Inclusive, existe alguns cursos grátis organizados por empresas e faculdades.

Você já ouviu falar de algum desses? Esse pode ser um passo inicial para a sua carreira na cozinha. Informe-se sobre os cursos de cozinha na sua cidade e na sua região. Decida quais são importantes para os seus objetivos e planeje quais você quer fazer e quais consegue pagar (mesmo os grátis também têm custos de deslocamento, alimentação, entre outros). Trace seus planos baseados nos seus objetivos

A minha história dentro de uma cozinha profissional começou exatamente assim. Em 2016 eu descobri que um curso de hambúrgueres ia acontecer em uma faculdade na região e decidi fazer simplesmente porque eu amo hambúrguer. Mas nesse dia, algo diferente despertou em mim.

Ao ver como uma cozinha profissional era diferente das outras que eu conhecia, ver a organização e a limpeza, os alunos da faculdade uniformizados e a didática da maravilhosa professora Gabriela durante o curso, o bichinho da gastronomia começou a me picar mais forte. Em 2017 eu decidi que eu ia fazer faculdade de gastronomia.

Já era formado em Administração sem nunca ter atuado na área porque não tenho paixão pela atuação em empresas, então ainda estava praticamente sem um objetivo profissional importante.

Infelizmente o curso de gastronomia em uma faculdade não é barato, pois o custo com insumos em um curso presencial é muito alto. Não foi um nem dois casos de pessoas que eu conheci que trabalhavam durante o dia para pagar a faculdade à noite por sonharem em um dia trabalhar com o que amam fazer.

Nenhuma profissão é fácil, nunca. E a de cozinheiro não é diferente. Então, o mais clichê dos discursos cabe perfeitamente aqui: não desista! Se você quer, acredite. Não vai ser fácil. Nunca vai ser fácil. Mas se não for difícil, qual é a graça do desafio?

Eu amo minha profissão e percebi, com essa coluna, que eu tenho muita coisa para falar sobre ela. Inclusive, eu falo demais em vários momentos, então quero convidar vocês a conversarem comigo também. Vou deixar meu contato de instagram (www.instagram.com/schecheli) e facebook (www.facebook.com/schecheli) para você que quer conversar comigo sobre a profissão de cozinheiro.

Pode ir lá me fazer perguntas e tirar dúvidas, principalmente se você está pensando em ingressar nessa montanha russa de emoções que, na maioria das vezes, está de cabeça para baixo, mas deixando um sentimento maravilhoso em que está embarcado.

“Esse é o meu conselho: aprenda a cozinhar, experimente novas receitas, aprenda com seus erros, não tenha medo e, acima de tudo, divirta-se.” Julia Child

A minha faculdade de gastronomia me possibilitou um estágio em um dos melhores hotéis do Brasil.

Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: