Psicanálise e Psicoterapia!

Existe um desencontro entre muitos psicólogos(as) quando o assunto é psicanálise, tudo isso porque existe uma dificuldade imensa na elaboração de que a psicanálise não é psicoterapia, e para diferenciar ambas as duas, façamos uma breve leitura.

Existe a psicoterapia de orientação psicanalítica, é um método que tem como base a psicanálise, mas vale lembrar que nessa abordagem uma análise não é possível acontecer, em uma análise ocorre uma investigação, através de associações livres das quais são observados seus aspectos inconscientes e estruturais da personalidade daquele sujeito, tornando-se necessário lidar com suas angústias, memórias e inseguranças, apenas dessa forma o paciente poderá obter uma possibilidade de cura.

Por outro lado, uma psicoterapia de orientação, seja ela psicanalítica ou de qualquer outra abordagem, tem o objetivo de melhorar a relação entre paciente e sociedade, tratar o sintoma que se apresenta naquele instante para que o paciente possa ter uma qualidade de vida melhor. É necessário uma quantidade de tempo menor para observar a melhora do paciente.

Afinal, se a psicoterapia vai direto ao ponto e trata em menor tempo, por que a psicanálise?

É uma excelente questão, a psicanálise vai além do remediar e adaptar o paciente a uma vida de acordo com o seu âmbito, mudanças estruturais são alcançadas quando se entra em análise, e essas mudanças não costumam ter prazo de validade, são pontuais ao passo de se perpetuarem através da vida, mas é preciso coragem para dizer tudo em uma análise, de fato, absolutamente tudo o que é dito tem valor significante, e tudo o que passa pelo analista, passa sem julgamento algum, ali só existe sigilo e escuta, a escuta daquilo que esteve no escuro e agora se mostra a luz para a obtenção da vida.

Sigmund Freud.

Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: