Polícia Rodoviária encerra Maio Amarelo com doação de sangue no Hemepar

Policiais militares do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) organizaram, nesta quinta-feira (27/05), uma contribuição conjunta e voluntária da corporação para o banco de sangue do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar). A iniciativa, que faz parte da campanha do Maio Amarelo, tem como objetivo ajudar no abastecimento dos bancos de sangue da Capital e incentivar o cidadão a doar. - Curitiba, 01/06/2021 - Foto: PBRv/SESP-PR

Policiais militares do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) organizaram uma contribuição conjunta e voluntária da corporação para o banco de sangue do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar). A iniciativa, que fez parte da campanha do Maio Amarelo, teve como objetivo ajudar no abastecimento dos bancos de sangue da Capital e incentivar o cidadão a doar.

O porta-voz do BPRv, tenente Sidinei Hudach, reforça o valor que cada doação de sangue tem para a sociedade. “O que me motiva a doar sangue, em primeiro lugar, é ser cidadão, e em segundo o fato de eu ser policial militar. Proteger e salvar vidas é uma das nossas funções e, por estarmos enfrentando uma pandemia, notamos que neste momento as doações diminuíram, pois as pessoas precisam muito e os bancos de sangue necessitam de abastecimento; portanto, peço para que você, que pode doar, doe”, disse.

“A doação é um exercício de cidadania. Doar não custa nada, e, muito ao contrário, te enriquece muito, pois doar sangue é uma boa ação. Se você cidadão está saudável e tem a oportunidade de ajudar, saiba que seu sangue pode salvar vidas”, afirmou o capitão Flares Frederico Boell, doador de sangue há mais de 16 anos e policial rodoviário.

A ação acontece após uma série de intervenções, blitzes e orientações do BPRv durante o mês de maio em rodovias e cidades do Paraná. Neste ano o trabalho abordou o tema “Respeito e Responsabilidade: Pratique no Trânsito”.

DOAÇÃO – O Hemepar é responsável por dar suporte às diversas unidades que necessitam de sangue público do Paraná. O Sistema Único de Saúde (SUS) é atendido pela rede de unidades de coleta e diariamente precisa de sangue para atender vítimas de acidentes, de violência ou até mesmo pessoas que possuem doenças hematológicas.

“Os grupos agendados pelo nosso serviço social, como os policiais do Batalhão Rodoviário, são de vital importância para manter o banco de sangue abastecido. Neste momento de pandemia e de queda de temperatura, tivemos uma diminuição média de 30% no número de coletas, então a doação é mais importante do que nunca. Sempre contamos com essas boas ações que partem de diversos grupos, seja de jovens, de policiais, de igrejas, de faculdade ou qualquer outro, tendo todos um valor inestimável à vida de quem precisa”, disse Magali.

Para quem tiver interesse em doar sangue, o Hemepar está distribuído em todo o Estado. A pessoa que quiser contribuir deve ter entre 16 e 69 anos (menor de 18 anos apenas acompanhado pelo responsável legal); pesar no mínimo 50 quilos; estar em boas condições de saúde; estar descansado e alimentado (deve evitar alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação), não ter tido Covid-19 e apresentar documento oficial com foto.

Para doar, deve-se agendar um horário neste SITE e, após responder um questionário padrão para confirmar que a pessoa está apta, comparecer no local de coleta entre segunda-feira e sábado.

Fonte: AEN