PCPR capacita policiais sobre manuseio e uso legal de armas de choque

O intuito é levar a capacitação para outros servidores das demais unidades da instituição

PCPR capacita servidores e entrega armas de choque -

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) capacitou uma turma de 22 policiais civis para a utilização de armas de choque, na Escola Superior de Polícia Civil (ESPC), em Curitiba. O objetivo do curso foi repassar aos servidores as práticas de manuseio e legalidades de uso sobre o equipamento, que permite minimizar as ações letais na área da segurança.

O delegado-geral da PCPR, Silvio Jacob Rockembach, explica que a aquisição das pistolas de choque tem o objetivo melhorar as condições do trabalho dos policiais. “Nem sempre se faz necessário o uso efetivo de arma de fogo, e com essas pistolas de choque você consegue prestar um serviço com mais qualidade. Para o policial, se torna uma forma de aperfeiçoamento do trabalho, que vai dar a eles maior segurança e tranquilidade no desempenho das suas funções”, completa.

O diretor da ESPC e delegado da PCPR, Rafael Vianna, comenta que as aulas contaram com um planejamento técnico e um plano de ensino com abordagens práticas e teóricas. “A Escola Superior padronizou um plano de aulas para que efetivamente todos os policiais que vão usar esta arma saibam como utilizar legalmente, em que casos, e sobre o manuseio do armamento”, affirma.

O uso da arma de choque permite ainda que os policiais civis diminuam o uso da força para conter uma pessoa durante as ocorrências.

Para a investigadora Caroline Marinho, o curso foi muito interessante. “Esta capacitação traz uma segurança para o nosso trabalho e também para a população em geral”, completa.

Durante o evento foram entregues 29 armas, que permitem a modernização das técnicas utilizadas – 25 para alunos e quatro para a ESPC.

O intuito é levar a capacitação para outros servidores das demais unidades da instituição. O planejamento é feito através do Departamento da Polícia Civil, que também indica os policiais para participar.

Fonte: AEN

Conteúdo Protegido