Paraná começa a imunizar idosos com mais de 65 anos

Com a nova remessa do Ministério da Saúde, o Paraná começa a campanha de imunização para idosos acima de 65 anos, entrando em mais uma faixa etária do grupo prioritário. Serão 226.770 doses distribuídas nesta sexta-feira 26/03 para as 22 Regionais de Saúde, sendo 188.800 da Coronavac, desenvolvida pelo Butantan e pela Sinovac, e 37.910 da vacina de Oxford/AstraZeneca com a Fiocruz (das 38.600 doses desta vacina recebidas pelo Paraná, parte pequena é destinada à reserva técnica).

O lote da Coronavac é dividido para comunidades quilombolas e idosos entre 65 e 74 anos. O volume dará conta para a primeira dose em 6.060 quilombolas, 70.715 idosos de 70 a 74 e 103.078 para os que têm entre 65 e 69 anos. A remessa da Oxford/AstraZeneca é destinada a 3.110 quilombolas e 33.197 idosos entre 65 e 69 anos.

As doses serão fundamentais para a campanha de imunização de domingo a domingo, lançada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar). O Estado já recebeu 1.727.850 doses e há expectativa de envios semanais de, pelo menos, 300 mil a partir de abril, com a produção nacional da Fiocruz e do Butantan.

Ratinho Junior afirmou que esta trabalhando com o Governo Federal para acelerar a vacinação. Quer ter um cronograma mais organizado. Mas esta mobilizando também as prefeituras. Quer imunizar os idosos até o fim de abril e, em breve,  imunizar profissionais de educação, o que permitirá um retorno seguro das aulas, e da segurança pública.

O secretário estadual de Saúde, Beto Preto endossou que as secretarias municipais de saúde estão preparadas para aumentar a velocidade da vacinação. Temo capacidade de vacinar entre 150 mil e 200 mil pessoas por dia no Paraná.

DISTRIBUIÇÃO –As doses começam a ser distribuídas às 22 Regionais de Saúde, às 15 horas desta sexta. Parte irá por transporte terrestre (as sete regionais mais próximas da Capital) e parte com as aeronaves da Casa Militar do Governo do Estado.

A Secretaria da Saúde adotou novamente a mesma estratégia de vacinação do Ministério da Saúde, que recomendou aumentar a população vacinada pela primeira dose. A expectativa é que, com o aumento da produção de doses das vacinas no País, o Ministério envie novas remessas referentes às segundas doses dentro do prazo recomendado pelas fabricantes.

Confira a quantidade de doses que cada Regional de Saúde recebe nesta remessa:

1ª RS – Paranaguá – 5.750 doses

2ª RS – Metropolitana – 65.680 doses

3ª RS – Ponta Grossa – 11.160 doses

4ª RS – Irati – 2.980 doses

5ª RS – Guarapuava – 9.650 doses

6ª RS – União da Vitória – 3.300 doses

7ª RS – Pato Branco – 5.980 doses

8ª RS – Francisco Beltrão – 7.480 doses

9ª RS – Foz do Iguaçu – 7.870 doses

10ª RS – Cascavel – 10.450 doses

11ª RS – Campo Mourão – 7.370 doses

12ª RS – Umuarama – 6.150 doses

13ª RS – Cianorte – 3.190 doses

14ª RS – Paranavaí – 5.750 doses

15ª RS – Maringá – 18.010 doses

16ª RS – Apucarana – 8.030 doses

17ª RS – Londrina – 21.210 doses

18ª RS – Cornélio Procópio – 5.480 doses

19ª RS – Jacarezinho – 6.330 doses

20ª RS – Toledo – 8.590 doses

21ª RS – Telêmaco Borba – 3.340 doses

22ª RS – Ivaiporã – 3.020 doses

TOTAL – 226.770 doses

Fonte: AEN



Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: