Novos Começos

Receba as nossas boas-vindas à coluna Arquitetura & Decoração, que a partir de agora marcará o nosso encontro semanal.

Pra quem não me conhece, sou o Bruno Carvalho, Arquiteto e Urbanista, Especialista em Projetos de Obras públicas e em Gestão de Projeto Arquitetônico e Sustentabilidade.

E pra começar a nossa parceria, nada melhor do que falarmos da nossa nova casa, não é mesmo?! Até porque o projeto mais difícil a se desenvolver, normalmente é o nosso.

A F5 Arquitetura sempre esteve à frente do seu tempo e já funcionava em home office mesmo antes do início da pandemia de COVID-19.

Brincadeiras a parte, tínhamos o nosso espaço definido em casa, mas tudo junto e misturado. O mesmo espaço que continha o escritório também mantinha os arquivos, mostruários, equipamentos e mais alguma tralha que ficasse sem um local fixo de armazenagem.

Dividimos o espaço com a LS Comunicação e Marketing e com a Conexão Revista e encontramos um espaço comercial com dois ambientes que acomodaria as nossas necessidades de forma satisfatória.

A partir dos nossos gostos pessoais, definimos o estilo industrial como carro chefe do projeto. Esse estilo se estabelece com o uso de muito metal aparente, madeira, e materiais mais rústicos. Por ser um espaço alugado, preferimos desenvolver o projeto de forma que ao sair, a gente consiga levar a maior parte das reformas.

Logo à primeira vista nos deparamos com a primeira dificuldade. O imóvel por ser antigo contava com a estrutura toda aparente. Vigas e pilares estavam expostos. Pra lidar com isso usamos a velha tática de que se não pode vencê-los, junte-se a eles. A estrutura deixou de ser um problema, assim que foi dado lugar de destaque a ela. Pilares e vigas foram pintados de preto juntamente com os rodapés de concreto, contrastando com as paredes brancas que já existiam e foram repintadas.

Na parede principal, que acompanha toda a extensão da sala, havia uma textura projetada que foi coberta com a aplicação de massa acrílica com o efeito de cimento queimado.

Atrás das estações de trabalho, foram escalados biombos de madeira revestidos com chapas de OSB. Esse material define onde cada empresa trabalha e emoldura as mesas da equipe.

O OSB também foi usado em um biombo parecido, instalado no segundo ambiente, que será utilizado como estúdio de gravações da Conexão Revista, como parte integrante do forro, apoiando pendentes de iluminação e em toda a fachada, que foi elaborada para dar a ideia de ser tridimensional e ser notada de todas as ruas próximas.

As marcas das empresas foram confeccionadas em MDF cortado a laser e tiveram mangueiras de LED instaladas na parte interna, trazendo um efeito muito interessante quando aceso.

Voltando a parte interna, foram instaladas duas prateleiras feitas de cano com bases de OSB para atender as necessidades de armazenamento e decoração do ambiente.

Uma das principais demandas era que o escritório não fosse “escondido” do público, então logo na entrada foi preparada uma divisória de cordas, que delimita o espaço da recepção sem fechá-la visualmente, assim, o cliente que chega, continua tendo a vista de todo o espaço, mas sem ter acesso ao mesmo diretamente.

Como o piso existente era preto e iria deixar o ambiente muito escuro, optamos por aplicar um laminado claro por cima, para iluminar o recinto.

Como não poderia deixar de ser, temos um espaço para o verde também. Foram preparadas duas malhas de ferro, que se tornaram base para plantas como samambaias e jiboias que serão mantidas fixas e ao mesmo tempo parte integrante da nossa decoração. Essas malhas foram presas às vigas com ganchos e cabos de aço, que ficam praticamente invisíveis em meio ao ambiente.

Na entrada também temos um vaso com algumas mudas de Espada de São Jorge, porque uma superstiçãozinha não faz mal a ninguém.

Então aqui fica o nosso convite pra conhecer o nosso novo espaço, tomar um café conosco e tirar as suas dúvidas sobre arquitetura, decoração e construção. Estamos na Rua Rosa, 347 ao lado da Dágora Store.

Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: