MDF, MDP, OSB, Qual escolher?

Você entra na loja de Móveis planejados, na marcenaria ou no escritório de arquitetura para começar o projeto da sua tão sonhada cozinha, ou seu Home Theater, talvez ainda, a mudança total do seu quarto, quando o profissional que te atende faz a pergunta:

“Prefere que o móvel seja em MDF, MDP, OSB, aglomerado ou compensado?”
Se em algum momento da sua vida, você já se perguntou o que quer dizer essa enorme sopa de letrinhas, esse artigo é perfeito pra você.

Normalmente as placas de madeira, podem ser encontradas em espessuras que vão desde os 6 mm até 25 mm. Dependendo do uso proposto, é possível encontrar até chapas mais espessas.
Se a ideia for usar a madeira em uma área molhada como banheiros, lavabos e cozinhas onde ela pode ficar exposta à umidade, deve haver uma preparação prévia do material, para que se evite o empenamento ou o mofo.

Aglomerado

Vamos começar pelo material mais comum e que foi utilizado por muito tempo, muitas vezes de forma errada, e que por isso leva a fama de ser de baixa qualidade: O Aglomerado ou como muita gente conhece: “Pó de serra”.

O Aglomerado de partículas ou aglomerado de madeira é basicamente um painel formado por cavacos de madeira maciça ou por madeira triturada, e não de resíduos industriais como veremos adiante. Durante o início do seu uso, ele era utilizado com ferragens (dobradiças, puxadores e pés) desenvolvidas para madeira maciça e, portanto era danificado pela pressão das peças.

Placa de Aglomerado de Madeira sem beneficiamento

Ele pode ser usado em prateleiras, gavetas, laterais e portas de móveis. O aglomerado não suporta tanto peso quanto outras placas, mas tem menos chances de empenar, devido à forma da sua fabricação.

Compensado

As placas de compensado são formadas por chapas de madeira cruzadas e sobrepostas. Entre essas lâminas são aplicados adesivos e resinas que reagem à pressão e ao calor.
Como as placas de madeira são cruzadas, ao suportar peso, assim como, por exemplo, móveis parafusados, o compensado pode distribuir melhor a carga e se tornar mais estável.

Pranchas de compensado

O produto é produzido no Brasil desde a década de 40, mas por não utilizar resíduos industriais na sua fabricação, acaba se tornando mais caro e menos sustentável.

Chapas de compensado de diferentes espessuras

OSB

A placa de OSB (Oriented Strand Board) Placa de Margem Orientada, é uma variação do compensado, formada por pequenas lascas de madeira cruzadas que seguem determinadas direções, onde o acabamento fica um pouco mais rústico nas laterais e ao invés de usar uma placa finalizando as faces da chapa, é como se o interior da Lâmina ficasse visível.

Placa de OSB

Apesar dessa aparente rusticidade, o material tem um acabamento muito bom e pode ser usado de diversas formas (como no nosso novo escritório, que descrevemos aqui).

MDP

A sigla significa Painel de Partículas de Média Densidade, (Medium Density Particleboard no original em inglês).

Esse tipo de painel é formado de madeira reciclada. As posições das partículas são diferentes, ficando as maiores, dispostas no centro, e as partículas mais finas estão alinhadas na superfície externa, formando três camadas. Esses três níveis são compactados com resina sintética, por meio de ação de pressão e temperatura. Na maior parte das vezes a sua composição é formada por madeira de pinus e eucalipto.

Amostras de MDP

O Produto pode ser aplicado em portas retas, laterais de móveis, tampos retos, prateleiras, divisórias e gavetas. Não é recomendada a usinagem e nem entalhes profundos em placas de MDP por conta das micropartículas usadas na sua fabricação.

MDF

Juntamente com o MDP, atualmente o MDF é o material mais usado para a construção de móveis. Em inglês Medium Density Fibeboard, significa Painel de Fibras de Média Densidade.

Lâminas de MDF

A sua fabricação acontece no Brasil desde 1997, e é idêntica à do MDP, com a diferença de que usa as fibras da madeira ao contrário do MDP que usa as partículas, ambas aglutinadas com resina sintética por meio de pressão além de ser exposto a altas temperaturas.

Exemplo de Usinagem no MDF

É usado na maioria das vezes por sua grande versatilidade e possibilidade de aplicações, em peças frontais e fundos de móveis, além de laterais e fundos de gavetas.

O MDF aceita diferentes padrões de acabamento

Entre as vantagens principais estão à possibilidade de usinagem e entalhes, além da boa resistência na aplicação de ferragens e empenamentos.

HDF

Menos conhecido pelo consumidor final do que os “irmãos”, o HDF – High Density Fiberboard (Painel de Fibras de Alta Densidade) passa por um processo de produção semelhante ao do MDF e MDP, com a diferença de pressão aplicada durante a fabricação.

É um painel normalmente usado industrialmente de superfície lisa e de alta densidade e geralmente de espessura fina. Normalmente aceita bem a usinagem e é indicado para a fabricação de móveis residenciais e corporativos, para embalagens de diversos produtos e brinquedos, além de artesanato.

Amostras de HDF


Ademais também é usado na construção civil em pisos laminados, divisórias e portas.

Se você ainda tem alguma dúvida sobre esses materiais, entre com contato com a gente.

Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: