Governo divulga habilitação final do Compra Direta Paraná

Doação de slimentos do Ceasa Curitiba para as vitimas de Irati, litoral e região metropolitana de Curitiba. Foto: Gilson Abreu/AEN

A secretaria estadual da Agricultura e do Abastecimento divulgou nesta quarta-feira (02) o quadro com a Habilitação Final da Chamada Pública n.º 01/2021.  Estão habilitadas integralmente 119 cooperativas e associações da agricultura familiar . Outras 42 tiveram um ou outro produto da lista de oferta retirado, enquanto quatro foram consideradas inabilitadas.

Por meio do Compra Direta Paraná, serão adquiridos, de forma emergencial, gêneros alimentícios destinados à rede socioassistencial, restaurantes populares, cozinhas comunitárias e hospitais filantrópicos, entre outros. Também serão atendidos Centros de Referência em Assistência Social (Cras) e Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas).

Para este ano serão destinados R$ 27 milhões, provenientes do Fundo Estadual de Combate à Pobreza, para pagamentos das cooperativas e associações. A grande variedade da produção existente na agricultura familiar será contemplada. A próxima etapa é a divulgação da ordem de classificação dos agora habilitados.

Os preços a serem pagos são os compatíveis com os vigentes nos mercados locais ou regionais, de acordo com a metodologia de aferição do Departamento de Economia Rural (Deral/Seab). A expectativa é que o fornecimento dos alimentos comece a ser efetivado ainda em junho.

Na primeira edição do programa, em 2020, foram destinados R$ 20 milhões. Aproximadamente 12,5 mil agricultores vinculados a 147 cooperativas ou associações de pequenos produtores participaram. Eles forneceram gêneros alimentícios a mais de 900 entidades, com estimativa de atendimento a cerca de 530 mil pessoas.

Fonte: AEN