Ex-Governdor Beto Richa visita Corbélia nesta terça-feira, 14

O Ex-Governador do Paraná Beto Richa do PSDB visitou Corbélia na tarde desta terça-feira, 14, e se reuniu com membros do gabinete e lideranças municipais. O Vice-Prefeito Dangelles Decki, secretários e o Ex-Prefeito Eliezer Fontana recepcionaram Beto Richa e se reuniram para um momento de conversa.

Eliezer era Prefeito quando Beto Richa ainda era governador, ele fez questão de salientar a forma como Beto recepcionava todos os prefeitos do Paraná em seu gabinete. E como ele sempre deu atenção as demandas municipais.

Conhecido por ter feito um governo municipalista, Beto Richa foi o Governador responsável pela autorização e liberação das obras de duplicação e construção do atual trevo de Corbélia na BR-369. Uma obra que também foi relembrada pela vice-prefeito.

Dangelles contou ao Governador que depois da duplicação não houve mais nenhum registro de morte no trecho. Beto ficou surpreso, e demonstrou muita felicidade em saber que a obra gerou resultados positivos.

O vice-prefeito também relembrou os momentos em que esteve no Gabinete de Richa, e da responsabilidade que o ex-governador assumia com os municípios.

Beto Richa volta ao cenário político depois de mais de dois anos afastado. Ele tentará uma cadeira na Câmara dos Deputados. O pré-candidato a Deputado Federal vem realizando uma extensa visita a diversos municípios do Paraná. Ele percorre o estado reencontrando seus antigos aliados e formando novas alianças.

Em uma conversa com a Conexão Revista questionamos Beto Richa de como vê o cenário nacional que ele pode enfrentar ao ocupar uma cadeira na Câmara. “Com alguma preocupação. A gente tem visto a turbulência no plano nacional, crises instaladas, econômica, política e institucional. A inflação voltando com força, o combustível com preço nas alturas, 12 milhões de brasileiros desempregados, e gente passando fome. Os itens essenciais da cesta básica está cada vez mais difícil o acesso para a população de baixa renda. Evidente que esse cenário todo foi agravado pela pandemia que tivemos e consequência também da crise mundial em que todos estamos inseridos nesse contexto.”

Beto vê que é possível o país se recuperar, principalmente pelas riquezas que o Brasil tem a oferecer, entre elas a própria produção de alimentos. “É um país que foi beneficiado por Deus, porque tem riquezas naturais abundantes, com a população de gente ordeira e trabalhadora, terras férteis, água em abundância então precisamos aproveitar essas potencialidades para que o Brasil se desenvolva de maneira mais sólida, vigorosa gerando progresso e oportunidades a todos, com emprego e vida melhor. Eu sou otimista, acho que é possível nós persistimos nesse caminho.”

O tucano compartilhou que sua volta à política veio de pedidos feitos por lideranças municipais, em especial de prefeitos. Ele está percorrendo cidades do Paraná há mais de 12 meses, depois de 2 anos e meio afastado. “Não resisti aos convites e comecei a percorrer os municípios, percebi o desejo das pessoas do nosso retorno para a política. E foi lembrando das realizações de quando fui prefeito de Curitiba e Governador do Paraná. Transformei o Paraná em um grande canteiro de obras. Cada município desse Estado reconhece que a nossa presença era frequente, recebia a todos com dignidade e respeito em Curitiba. Mas, o que mais lembro são as obras, o volume expressivo de investimentos em cada canto do Estado do Paraná.”

A peregrinação pelo Estado fez Beto avaliar e segundo ele com mais tranquilidade, e serenidade aceitou o desafio.

Na política nacional, questionado se há ambição para uma possível candidatura a Presidencia, Beto é conciso e afirma que como Prefeito e Governador, ambas situações foram construídas naturalmente, e nunca planejou alçar cargos mais poderosos do que ocupava.

“Nunca tive esse anseio. As coisas na minha vida aconteceram de forma muito natural. Eu nunca imaginei ser Prefeito de Curitiba. Como vice-prefeito de Curitiba e Secretário de Obras Públicas surgiu a oportunidade eu me candidatei, sem muitas expectativas, ganhei a eleição. Fui reeleito com maior votação histórica de Curitiba. Então é um grande e maciço reconhecimento na gestão inovadora, realizadora e democrática que fizemos em Curitiba. Depois desse reconhecimento nacional de melhor prefeito do Brasil em todas as pesquisas nacionais, eu fui convocado para ser candidato ao Governo. Nunca imaginei mesmo. Aceitei também o desafio, e acabei ganhando a eleição em 1º turno, e reeleito também em 1º turno.”

O tucano reafirma que seu compromisso em 2022 é com a pré-candidatura a Deputado Federal.

“No momento o meu foco está neste projeto deste ano. E se eu merecer mais uma vez a confiança do povo do Paraná, e Deus assim o quiser, eu vou trabalhar muito, muito para ser um grande Deputado, e não desaparecer no meio de 513 deputados que tem na Câmara Federal. Quero orgulhar o Paraná e toda nossa gente. Daí, em função do mandato sei lá o que pode acontecer dali pra frente” finaliza.

Conteúdo Protegido