Estudo sobre Covid conclui etapa de visitas domiciliares


Exame rápido para detectar a Covid-19. O exame é realizado a partir da amostra de sangue do paciente verifica a resposta imunológica do corpo em relação ao vírus. Isso é feito a partir da detecção de anticorpos IgA, IgM e IgG em pessoas que foram expostas ao SARS-CoV-2. Curitiba - 16/06/2020 - Foto: Geraldo Bubniak/AEN

Você está lendo esta notícia no site Conexão Revista. Um portal de notícias independente e feito por jornalistas com informações sobre tudo o que acontece em Corbélia e região.

A pesquisa epidemiológica nacional sobre Covid-19, Epicovid 19-BR, desenvolvida pela Universidade Federal de Pelotas e Ibope, conclui nesta terça-feira (23) a etapa de visitas domiciliares para aplicação de testes rápidos da Covid-19.

A finalidade é estabelecer cientificamente a proporção que a doença acontece no país.

Moradores de 133 cidades de todos os estados  estão sendo convidados a participar pelos pesquisadores do Ibope Inteligência. O estudo é financiado e apoiado pelo Ministério da Saúde e teve início no mês de maio, com análise de dados populacionais.

Na etapa atual, de aplicação de testes, 2,5 mil pesquisadores estão nas ruas.

No Paraná as coletas acontecem em Curitiba, Guarapuava, Cascavel, Maringá, Londrina e Ponta Grossa. Em cada cidade serão feitos cerca de 200 testes rápidos.

As residências estão sendo sorteadas por região, seguindo metodologias  de amostragem, e a meta é fazer 33.250 testes rápidos em todo os país e assim consolidar dados e  o perfil da doença no país.

A Secretaria de Estado da Saúde e as secretarias municipais participam da ação com apoio logístico para a execução da pesquisa intitulada Evolução da prevalência de Infecção por Covid-19 no Brasil – Estudo de Base Populacional.

Além dos testes, está sendo aplicado um questionário para identificar doenças preexistentes e sintomas da infecção pelo coronavírus.

Fonte: AEN

Envie sugestões de pautas, fotos ou videos, para o nosso Whatsapp que a nossa equipe irá atender você (45) 9 9958-3996 ou Receba notícias da Conexão Revista no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!

Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: