A Secretaria de Estado da Saúde enviará nesta semana um memorando para as 22 Regionais de Saúde para formalizar uma nova orientação na campanha de imunização. O Ministério da Saúde anunciou a ampliação do prazo de validade de lotes já distribuídos da vacina da Fiocruz (desenvolvida em parceria com a AstraZeneca/Oxford) contra a Covid-19.

A decisão, que foi aprovada por unanimidade pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), expande de seis para nove meses o prazo de vencimento das doses.

Com essa autorização excepcional, os lotes que já estão com os municípios, embora tragam a validade de seis meses no rótulo por terem sido fabricados antes da ampliação do prazo, podem ser utilizados por nove meses.

Já os novos lotes devem trazer no rótulo a nova data de validade. Os especialistas consideraram pareceres emitidos pelas áreas de registro e inspeção sanitária da Anvisa e a avaliação dos técnicos de que as ações indicadas pelo fabricante permitem a rastreabilidade e identificação dos lotes já distribuídos.

Na decisão, a Anvisa lembrou que todas as decisões sobre as vacinas passam por avaliação técnica e e todas demonstram que os seus benefícios globais superam os riscos. “As vacinas continuam sendo essenciais no combate a pandemia, especialmente, em prevenir doenças graves e morte”, afirma o órgão.

Fonte: AEN

Conteúdo Protegido