CLIENTES EM FOCO

Para driblar os altos preços e a concorrência empresas miram em novas estratégias de marketing para fidelizar cliente e conseguir melhores negociações com indústrias

A aposentada Lurdes Dalcanton tem 58 anos dedicados a cozinhar comidas saborosas para toda família, e quando ela entra no supermercado a primeira coisa que busca são as ofertas. A alta no dólar já chegou à mesa dos brasileiros, e o varejo já começou repassar isso para os consumidores. A previsão é que itens como óleo de soja, alho, azeite, pães, biscoitos e carnes voltem a ter uma nova alta em média de 5%. As carnes de frango e porco vão ter um aumento ainda maior, e deve chegar a 15%, de acordo com a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

As constantes altas já foram sentidas na casa da dona Jussara Gotardo. A carne é o item mais caro das compras. “A carne está mais cara cada vez que a gente vem no mercado. Ela é a preferência dos brasileiros”.
Os altos preços são problemas não só para os consumidores, mas também para os empresários. Driblar a alta dos itens essenciais da mesa do brasileiro e manter o cliente acaba ficando cada vez mais difícil. E foi pensando nisso que o empresário Dércio Boniatti saiu em busca de alternativas que pudessem ser implementadas dentro dos seus dois supermercados em Corbélia. Ele já realiza há alguns anos o “Saldão” na primeira quarta-feira de cada mês, em que os produtos chegam a ter descontos de 50%. Mas, com a alta dos preços e a concorrência com os atacadões em Cascavel foi obrigado a sair em busca de mais alternativas.

No mês de julho os dois supermercados passaram a oferecer para seus clientes o “Clube do Desconto”. Um cartão fidelidade que garante desconto em produtos específicos em qualquer dia do mês. De acordo com a Supervisora de Marketing Silvana Chaves as próprias indústrias necessitam aumentar suas vendas, e o cartão oferece uma espécie mapa das compras do cliente. Com essas informações em mãos o mercado consegue ampliar as negociações de compra. “O Cartão do clube nos fornece uma espécie de mapa de compras do cliente, como suas preferências de compras e a constância do consumo. Sabendo disso, conseguimos uma melhor negociação destes produtos junto as indústrias e muitos incentivos de compras destes produtos! Daí, o preço mais barato, sempre.”

Do início da ação até o momento já foram confeccionados mais de 6 mil cartões, e a estratégia já começa surtir efeito no ticket médio de cada cliente. “Após o lançamento do clube, houve um aumento muito significativo no número de clientes e principalmente, no ticket médio de compra de cada cliente. Nós temos clientes de todos os bairros da cidade, de várias cidades da região e até mesmo de grandes centros que até pouco tempo eram considerados como grandes concorrentes, como Cascavel.”
O reflexo foi pra mesa da dona Jussara, ela conta que já no primeiro mês utilizando o cartão ela sentiu a economia no bolso. “Do rancho que faço deu uma diferença de quase R$300,00. Vou continuar comprando com o cartão”.

O empresário Dércio Boniatti explica que esse desconto do clube varia muito de produto para produto, já que existe a negociação feita com os fornecedores e indústrias, baseada no consumo e venda de cada produto. “Por isso, é de grande valia as informações que o clube fornece de cada consumidor e seus costumes e preferências de compras, quanto mais o cliente comprar determinado produto, mais barato ele se torna.”
O cartão fidelidade entrou como uma das estratégias de marketing do supermercado. A Supervisora conta que só uma tática não é o suficiente para atrair os consumidores, e além de terem entrevistas ao vivo na rádio local semanalmente eles trabalham ainda com distribuição de encartes em todos os bairros. Quem entra para fazer compras pode ainda ouvir a locução interna com as promoções do dia, da semana ou as relâmpago.

Na internet a equipe também está a caça de buscar novos clientes e divulgar os preços. “As estratégias de Marketing diárias são voltadas em massa para as redes sociais como postagem e impulsionamento na página, compartilhamento dos dois supermercados, envio de promoções exclusivas para os integrantes do clube de descontos e Instagram, vídeos e lives.” As indústrias também encontram no supermercado uma maneira de divulgarem suas marcas. Constantemente as próprias marcas enviam promotoras de vendas com degustação de produtos.

Tanto investimento por parte do empresário reflete também na mão de obra do município. Em dias como a que se realiza o “Saldão” o número de clientes em circulação aumenta a ponto de haver espera de até 15 minutos por um carrinho de compras. A demanda exige a contratação de mais funcionários temporários para repor prateleiras, empacotador, atendimento nas gôndolas, vendas e caixa. “Atualmente contamos com mais de 80 empregos diretos fixos nos dois supermercados. Com a criação do “Saldão” oportunizamos a renda extra para mais de 20 jovens que nos auxiliam em várias tarefas operacionais e vendas com abordagens (promotores)”.

Para o empresário Dércio Bonitatti é preciso fazer alguns sacrifícios para atrair o cliente e continuar mantendo a empresa. “Para o consumidor é só o “Saldão” ou o cartão “Clube do desconto”, mas para a empresa são 80 famílias que estão com a gente, além daqueles que vem como temporários. Para o município isso é muito importante. Quanto mais a gente vende e cresce mais emprego nós geramos. ”



Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: