Ainda não há informações sobre início da vacinação contra a COVID-19 em Corbélia

30/10/2020 REUTERS/Dado Ruvic/Foto ilustrativa

Com a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford contra a covid-19, a expectativa é que a campanha de vacinação contra o vírus SARS-COV-2 inicie ainda hoje em muitas cidades do Brasil.

No entanto, ainda não há informações concretas sobre quando a campanha deve ser iniciada em Corbélia e quantas doses deverão ser destinadas ao município.

No início da manhã desta segunda-feira, 18, a Secretária de Saúde Cleide Messias confirmou que está na expectativa para receber não só as orientações da 10ª Regional de Saúde, mas também saber qual a quantidade exata que o município irá receber.

A segunda-feira, será marcada por diversas reuniões, e mesmo sem informações concretas a Secretária de Saúde Cleide já confirmou que pela manhã estará em reunião com o Presidente da Câmara Paulo Zaquette e Vice-presidente Francisco Rossoni Neto.

No período da tarde, ela se reúne com as equipes de imunização para traçar as estratégias no município, e realizar um levantamento do público preconizado pelo Plano Nacional de Vacinação.

“Temos uma reunião técnica hoje a tarde com a equipe sobre a organização da vacinação em Corbélia, e pela manhã prestarei esclarecimentos ao presidente e vice da Câmara que também querem informações sobre como a vacinação deve acontecer. “

O Ministério da Saúde já iniciou, na manhã desta segunda-feira (18), a distribuição das vacinas contra a covid-19 para todos os estados. A previsão do governo federal é iniciar a imunização na quarta-feira (20).

A Secretaria Estadual de Saúde realizou neste final de semana, sábado e domingo (16 e 17), a entrega da primeira remessa de insumos que serão utilizados na vacinação contra a Covid-19 às Regionais de Saúde do estado.

Em Cascavel os insumos chegaram na manhã deste domingo, 17. A entrega foi acompanhada pelos diretores das regionais e Saúde e em várias cidades contou com a presença de prefeitos das cidades sedes e de autoridades locais. A próxima etapa da operação prevê a distribuição dos insumos para os municípios a partir desta segunda-feira, 18.

 O Ministério da Saúde anunciou que enviará para a Secretaria de Estado da Saúde 5% do total de doses da vacina contra a Covid-19 que o país conseguir adquirir nos próximos dias. Após o recebimento dos lotes no Aeroporto Afonso Pena, será realizada a conferência e organização para o envio no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar).

As caixas com o imunizante seguirão via terrestre acondicionadas em caminhões baús refrigerados (com sistema de rastreamento via satélite), até as 22 Regionais de Saúde onde serão guardadas em câmaras frias. Em locais mais afastados as caixas serão transportadas por aviões. Cada município é responsável por retirar as caixas com as quantidades de doses para aplicação na sua população.

TREINAMENTO

Os profissionais que atuarão na aplicação das doses das vacinas devem passar por treinamento para registro de dados dos vacinados no sistema de informação do Ministério da Saúde, registro de notificações de eventos adversos, acompanhamento entre outras informações. O primeiro treinamento realizado pela Sesa aconteceu no dia 7 de janeiro de 2021 com técnicos das áreas de imunobiologia e epidemiologia das 22 Regionais de Saúde.

Grupos prioritários

Na primeira etapa da vacinação a população alvo a ser vacinada contra a Covid-19 é composta por profissionais que aplicarão as vacinas, pessoas com mais de 60 anos que residem em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI) e os profissionais que atuam nos locais, população indígena, todos os trabalhadores que atuam em unidades de saúde que atendem pacientes com suspeita ou confirmados de infecção pelo novo coronavírus. Na sequência o Estado planeja vacinar pessoas com 80 anos ou acima desta idade, pessoas entre 75 e 79 anos e assim sucessivamente até aqueles que tem idade variando entre 60 e 64 anos. O detalhamento, assim como a estimativa da quantidade de pessoas em cada grupo prioritário constam na página 4 do Plano.



Conteúdo Protegido
%d blogueiros gostam disto: